Olhar Agro & Negócios

Sexta-feira, 26 de fevereiro de 2021

Notícias / Agronegócio

Maggi afirma que mercado de carne é afetado pela proximidade da Páscoa e tributação em SP, além da operação da PF

Da Redação - Viviane Petroli

01 Abr 2017 - 10:07

Foto: Divulgação/Mapa

Maggi afirma que mercado de carne é afetado pela proximidade da Páscoa e tributação em SP, além da operação da PF
Além da Operação da Polícia Federal Carne Fraca, o mercado interno da carne no Brasil é afetado por outros dois fatores, de acordo com o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi: a proximidade da Semana Santa e mudanças no regime de tributação em São Paulo. Somente em Mato Grosso cinco grandes unidades fabris de abate de bovinos entram em férias coletivas na próxima semana.

Leia mais:
Após JBS, frigorífico Minerva Foods entra em férias coletivas na unidade de Várzea Grande
 
Em passagem por Primavera do Leste, onde visitou a feira de agronegócios Farm Show, nesta sexta-feira, 31 de março, Maggi tranquilizou pecuaristas mato-grossenses quanto ao comportamento do mercado em função da Operação Carne Fraca.
 
De acordo com o ministro, além da Operação da Polícia Federal, o mercado interno da carne está sendo afetado pela aproximação da Semana Santa e da mudança no regime de tributação em São Paulo, onde a partir deste sábado, 1º de abril, as aquisições por parte das empresas passam a ser tributadas usando créditos que elas têm junto ao governo.
 
“Estou vendo que alguns frigoríficos deram férias, adiaram abates. Temos preocupações com isso. É um trabalho difícil, mas que todos nós vamos fazer e é espero que tudo se normalize rapidamente”, disse Maggi.
 
Na próxima semana quatro unidades frigoríficas da JBS entram em férias coletivas em Mato Grosso e uma do Minerva Foods, como o Agro Olhar já comentou.  A instabilidade do mercado interno, somada as suspensões do exterior em decorrência a Operação Carne Fraca, são os principais motivos apontados para tais decisões dos frigoríficos no país.
 
Mercado internacional
 
Conforme o ministro da Agricultura, grandes importadores já reverteram suas posições em relação à carne brasileira após a deflagração da Operação Carne Fraca em 17 de março.
 
Maggi destacou em Primavera do Leste que em maio fará uma missão pela Ásia, Europa e Oriente Médio, com o objetivo de reconquistar confianças.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet