Olhar Agro & Negócios

Sexta-feira, 27 de novembro de 2020

Notícias / Política

Contrato de concessão do Ceasa-MT é assinado; Operação deve iniciar em 2017

Da Redação - Viviane Petroli

18 Dez 2014 - 11:30

Foto: Lenine Martins/ Secom-MT

Contrato de concessão do Ceasa-MT é assinado; Operação deve iniciar em 2017
O contrato de concessão da Central de Abastecimento do Estado de Mato Grosso S.A. (Ceasa-MT) foi assinado na última quarta-feira (17) entre o governo de Mato grosso e a empresa vencedora do processo licitatório. A previsão é que em 2017 o Ceasa-MT comece a operar sua primeira etapa. Hoje, cerca de 60% das frutas e legumes comercializadas em Mato Grosso vem de outros estados, como São Paulo e Goiás.

A concessão do Ceasa-MT é de 30 anos, podendo ser prorrogada por mais 15 anos. A vencedora do certame para administrar a Central de Abastecimento foi à empresa Ambiental Engenharia S.A.. De acordo com o governo de Mato Grosso, a empresa deverá iniciar a operação da primeira etapa do Ceasa-MT em até quatro anos, porém há expectativa que em 2017 tenha início.

Leia mais
Ceasa de Mato Grosso será licitado dia 21 de agosto; Empresa vencedora terá de doar terreno e investir R$ 150 milhões
Senar ofertará em 2015 sete treinamentos na área de cultivo do café em Mato Grosso

Conforme o diretor da Ambiental Engenharia S.A. Manoel Machado Freitas Jr, deverão ser gerados 3 mil empregos diretos e cerca de 8 mil indiretos.

As obras do Ceasa-MT estão avaliadas em R$ 140 milhões, dos quais R$ 70 milhões deverão ser investidos na primeira etapa, que prevê a aquisição de uma área de 50 hectares, conforme o presidente da Ceasa-MT, Baltazar Ulrich. O projeto da Central prevê ainda a construção de um shopping voltado para os produtores, que ao final da concessão de 30 anos deverá ser doado ao Governo de Mato Grosso.

Durante a assinatura do contrato de concessão o presidente do Ceasa-MT, Baltazar Ulrich, explicou ainda que o permissionário terá de dividir parte das "luvas" e 20% do aluguel com a Ceasa-MT como contrapartida, além da doação da área e da parte de infraestrutura. Tal modelo de gestão é, inclusive, considerado inédito no Brasil. O projeto adota a concepção de modelos italianos de gestão de Centrais de Abastecimento.

O projeto do Ceasa-MT conta com um mercado de flores para atender a produção local, bem como um mini-atacado para atender hotéis, restaurantes e pequenos mercados.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet