Olhar Agro & Negócios

Terça-feira, 17 de maio de 2022

Notícias | Tecnologia

tecnologia

Testes apontam queRR2 proporciona em média 5 sacos a mais por hectare

A Monsanto faturou R$ 3,4 bilhões no Brasil em 2012 produzindo e comercializando a linha de herbicidas Roundup, sementes de soja convencional (Monsoy) e geneticamente modificada (tecnologia Roundup Ready®), sementes convencionais e geneticamente modificadas de milho (Agroeste, Sementes Agroceres e Dekalb), sementes de sorgo, algodão (Deltapine) e, ainda, sementes de hortaliças (Seminis). Em novembro de 2008, passou a atuar no mercado de cana-de-açúcar com a marca Canavialis.

Foto: Reprodução

Testes apontam que tecnologia RR2 proporciona em média 5 sacos a mais por hectare

Testes apontam que tecnologia RR2 proporciona em média 5 sacos a mais por hectare

Desenvolvida pela Monsanto e utilizada em diversas regiões do país nas últimas safras de milho (safrinha 2011, safra verão 2011/12, safrinha 2012 e safra verão 2012/13), a tecnologia Roundup Ready® 2 , tolerante ao herbicida glifosato e eficaz no controle de ervas daninhas, proporciona ao agricultor uma série de vantagens produtivas que se tornaram ainda mais evidentes por meio do Programa de Manejo Assistido realizado pela empresa nos últimos dois anos. Desde a safrinha 2011, após realização de acompanhamento com cerca de 1.200 agricultores – 600 somente na última safra verão 2012/13 - os resultados revelam que o manejo com glifosato venceu 75% dos comparativos, um incremento em média de 5 sacos a mais por hectare de produtividade em relação ao manejo convencional.

Leia mais
Em assembleia Aprosoja valida acordo entre Famato e Monsanto sobre cobrança de royalties
Maggi defende atuação do CADE nos acordos entre Monsanto e produtor por semente transgênica

"O Programa de Manejo Assistido teve como objetivo comparar o sistema convencional de controle de plantas daninhas com o uso do herbicida glifosato associado à atrazina nas lavouras. Os ganhos de produtividade alcançados com essa nova alternativa de manejo demonstram o real valor e os benefícios da tecnologia Roundup Ready® 2 para quem cultiva milho", afirma Thiago Bortoli, gerente de Biotecnologia para Milho da Monsanto.

O produtor Carlos Roberto Gonçalves Júnior, de Rio Verde, em Goiás, participou do Programa de Manejo Assistido na última safra e comprovou seus benefícios. “O resultado foi superior ao sistema convencional no comparativo lado a lado. Realizar a colheita no limpo e a facilidade para controlar essas plantas invasoras são os principais benefícios da RR2. Hoje, recomendo o sistema de manejo com glifosato associado à atrazina”, afirma Gonçalves.

"Com a tecnologia Roundup Ready® 2, o produtor ganha em eficiência, flexibilidade e segurança pois o glifosato proporciona um amplo espectro de controle de plantas daninhas, maior janela de aplicação do produto , ausência de fitotoxicidade, além de não apresentar limitações para aplicação de adubação de cobertura. Tudo isto, resultando em potenciais ganhos de produtividade", explica Bortoli.

O agricultor Altair José Capato, da região de Passos, em Minas Gerais, que testou o Programa de Manejo Assistido na última safra, acrescenta que uma das vantagens da tecnologia RR2 está no custo do produto. “Além do glifosato ser mais barato do que os outros herbicidas disponíveis no mercado, combate o mato que já passou do estágio de controle, diferente do método convencional”, diz Capato.

O agricultor João Jaime Denardin, da cidade de Mangueirinha (Paraná), também participou do programa Manejo Assistido e aprovou a tecnologia Roundup Ready® 2 . “Tenho frequentes problemas com plantas daninhas na lavoura, mas, ao utilizar a tecnologia Roundup Ready® 2, a plantação ficou livre da matocompetição. Recomendo o sistema a todos os produtores de milho”.

O cultivo de milho com a tecnologia Roundup Ready® 2 está aprovado para plantio comercial no Brasil desde setembro de 2008 pela Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio). A tecnologia RR2 pode ser encontrada nos híbridos de milho com a tecnologia VT PRO2, que além da tolerância ao herbicida glifosato, oferece excelente proteção contra lagarta do cartucho (Spodoptera frugiperda), da lagarta da espiga (Helicoverpa zea) e da broca do colmo (Diatraea saccharalis) por meio da ação de duas proteínas inseticidas de Bt (Bacillus thuringiensis). Além disso, a tecnologia RR2 também está presente em híbridos de milho com as novas tecnologias VT PRO 3 RIB e VT PRO MAX RIB.

VT PRO 3 RIB é a primeira tecnologia voltada à proteção da raiz do milho contra o ataque da Diabrotica speciosa (larva alfinete), e também atua contra as principais pragas aéreas que atacam as folhas, colmo e espiga (lagarta do cartucho, broca do colmo, lagarta da espiga e lagarta elasmo), contandocom o refúgio na sacaria (RIB Completo). A tecnologia VT PRO MAX RIB apresenta três modos de ação contra as cinco principais lagartas da cultura (lagarta do cartucho, broca do colmo, lagarta da espiga, lagarta elasmo e lagarta rosca), também contando com o refúgio na sacaria (RIB Completo). As tecnologias VT PRO2, VT PRO 3 RIB e VT PRO MAX RIB estão de acordo com o compromisso da Monsanto em promover uma agricultura mais sustentável, com aumento de produtividade, preservação do meio ambiente, redução do uso de recursos naturais e melhoria na vida dos agricultores.

Sobre a Monsanto

Presente há 50 anos no Brasil, a Monsanto é uma empresa dedicada à agricultura e referência em inovação tecnológica. Pioneira no desenvolvimento de herbicidas, sementes convencionais e geneticamente modificadas, a Monsanto busca soluções sustentáveis que proporcionem aos agricultores produzir mais, conservar mais e melhorar vidas. Para isso, investe anualmente mais de US$ 1 bilhão em pesquisa e novos produtos, além de compartilhar seu conhecimento com produtores para ampliar o seu acesso a modernas tecnologias agrícolas. Desde que chegou ao país, em 1963, a Monsanto cresceu em estrutura e no desenvolvimento de soluções para o campo, o que faz da unidade brasileira a segunda maior e mais importante da companhia em todo o mundo. Cerca de 2.500 funcionários trabalham nas fábricas, unidades e escritórios distribuídos pelo Brasil.

A Monsanto faturou R$ 3,4 bilhões no Brasil em 2012 produzindo e comercializando a linha de herbicidas Roundup, sementes de soja convencional (Monsoy) e geneticamente modificada (tecnologia Roundup Ready®), sementes convencionais e geneticamente modificadas de milho (Agroeste, Sementes Agroceres e Dekalb), sementes de sorgo, algodão (Deltapine) e, ainda, sementes de hortaliças (Seminis). Em novembro de 2008, passou a atuar no mercado de cana-de-açúcar com a marca Canavialis.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet