Olhar Agro & Negócios

Terça-feira, 21 de setembro de 2021

Notícias / Geral

Chuva desacelera plantio de milho na Argentina; soja começa logo

Reuters

17 Out 2012 - 10:38

As chuvas que desaceleraram a semeadura de milho na Argentina devem dar lugar ao sol no meio da semana, também definindo o cenário favorável para o plantio da safra de soja, disseram especialistas em clima no país - que é um importante exportador de grãos - nesta segunda-feira (15).

Países consumidores esperam que o país da América do Sul entre no mercado com amplas ofertas de milho, soja e trigo para ajudar a aliviar os preços este ano, elevados pelo clima seco em países produtores, incluindo Estados Unidos, Rússia e Austrália.

"A chuva esta semana vai estar concentrada na segunda e na terça-feira, desacelerando o plantio de milho na província de Buenos Aires, Entre Rios e parte de Santa Fe", disse Jose Luis Aiello, diretor da consultoria Applied Climatology.

As tempestades do início da semana devem dar lugar a quatro ou cinco dias de sol, ajudando produtores a secarem os campos e a definirem o estágio para o plantio de soja nos próximos dias, acrescentou Aiello.

Os baixos estoques globais elevaram os preços da soja em Chicago em 25 por cento este ano, com o milho subindo 15 por cento e o trigo 30 por cento. Os fundos de investimento globais estão cada vez mais interessados no setor, à medida que cresce a demanda global por alimentos.

Tomas Parenti, agrônomo da bolsa de Rosário, disse que os atrasos vistos em 2012/13 na semeadura do milho são temporários e que é muito cedo para se preocupar com o excesso de umidade afetando o plantio da soja.

"O efeito de toda essa água tem sido positivo até agora. Melhor muita chuva do que chuva insuficiente. Claro que é difícil dizer isso a um produtor cujos campos estão inundados", acrescentou Parenti.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui
Sitevip Internet