Olhar Agro & Negócios

Domingo, 14 de agosto de 2022

Notícias | Agronegócio

mercados de grãos

Arroz: preços devem continuar estáveis até 2022, diz banco

Foto: Reprodução

Arroz: preços devem continuar estáveis até 2022, diz banco
Os preços globais do arroz devem continuar estáveis na próxima década, na mão contrária da volatilidade observada em outros mercados de grãos atualmente, disse Lourdes Adriano, do Banco Asiático de Desenvolvimento (ADB, na sigla em inglês). Se não houver eventos climáticos extremos, os preços devem ficar num intervalo de 15% em relação aos níveis atuais, calcula a chefe para Agricultura, Segurança Alimentar e Desenvolvimento Rural da instituição.

Milho disponível em MT não é suficiente nem com superssafra
Mato Grosso aumenta em 17% o abate de bovinos em 2012

A estimativa do ADB assume um clima dentro de padrões medianos, sem inundações severas ou forte estiagem. "Até o momento, o mercado de arroz parece estável e as projeções de produção atuais sugerem que os preços devem continuar estáveis, o que é uma boa notícia em tempos de preocupações com os mercados de milho, trigo e soja", disse.

O banco prevê que a referência de preço internacional do arroz tipo longo recue de US$ 486/t em 2011 para US$ 421/t em 2021. Já o arroz de grão médio deve ficar acima US$ 800/t, segundo nota do ADB.

A produção da Associação das Nações Sudeste Asiático deve subir de 110,5 milhões de toneladas em 2010/11 para 128,3 milhões de toneladas no ano comercial 2021/22, de acordo com a instituição. O banco estima que o consumo de arroz da Ásia alcance 111,3 milhões de toneladas em 2021, superior às 100 milhões de toneladas registradas em 2011. A Ásia representa 22% do consumo total mundial do grão. As informações são da Dow Jones.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet