Olhar Agro & Negócios

Quarta-feira, 12 de maio de 2021

Notícias / Agronegócio

RECUPERAÇÃO

Exportação da carne bovina aumenta 22% em Mato Grosso

De Sinop - Alexandre Alves

17 Set 2012 - 19:06

Foto: Imea

Exportação da carne bovina aumenta 22% em Mato Grosso
Os frigoríficos instalados em Mato Grosso exportaram, no mês de agosto, 17,4 mil toneladas de carne bovina in natura, montante 21,9% superior ao registrado em julho, quando foram enviadas ao exterior 14,3 mil toneladas. A informação é do Instituto Matogrossense de Economia Agropecuária (Imea), divulgada nesta segunda-feira no boletim da bovinocultura.

O Imea pontua que após o fraco desempenho verificado no início do ano, quando os embarques recuaram em grande parte como reflexo da redução das compras do Irã, as exportações apresentaram uma melhora do volume favorecidas pela menor cotação da carne brasileira no exterior.

O bom resultado de agosto se deve ao aumento das vendas para alguns importantes mercados da carne do Estado, como o Chile (40,2%), Egito (27,1%), além de um retorno das compras por parte da Venezuela. “Deste modo, a evolução dos embarques de Mato Grosso superior ao aumento das exportações totais do país, de 8,8%, fez com que a participação do Estado passasse de 17,1% para 19,2%”, destaca o boletim.

Um dos fatores que contribuíram para essa recuperação dos embarques do Estado foi o aumento da taxa de câmbio, que desvalorizou a moeda brasileira no exterior. De julho de 2011, quando obteve média de 1,56 até agosto deste ano, quando registrou média de 2,03, a taxa de câmbio acumulou valorização de 27,2%.

No acumulado de janeiro a agosto deste ano, a quantidade exportada foi de 100,4 mil toneladas, sendo 6,9% superior à registrada no mesmo período de 2011, de 93,9 mil toneladas.

“No entanto, as exportações deste ano ainda são 15,6% inferiores às registradas no período de janeiro a agosto de 2010, quando somaram 118,9 mil toneladas e 24,4% abaixo do recorde para o período em 2007, de 132,8 mil toneladas, sinalizando que os embarques do Estado ainda se encontram em um processo de recuperação”, ressalta o Imea.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet