Olhar Agro & Negócios

Quinta-feira, 18 de julho de 2024

Notícias | Agronegócio

financiamento do agro

Presidente da Aprosoja critica Plano Safra recorde no valor de R$ 400 bilhões: "decepcionou"

Foto: Olhar Direto

Lucas Costa, presidente da Aprosoja-MT

Lucas Costa, presidente da Aprosoja-MT

O presidente da Associação Brasileira dos Produtores de Soja de Mato Grosso (Aprosoja-MT), Lucas Costa Beber, criticou o valor de R$ 400,5 bilhões do Plano Safra 2024/2025. Mesmo com o montante 10% maior com relação à safra anterior, Costa disse que o valor “decepcionou”. O plano foi lançado pelo presidente Lula (PT) e pelo ministro da Agricultura, Carlos Fávaro, em uma cerimônia realizada em Brasília, nesta quarta-feira (3). 


Leia também
Lucas do Rio Verde lidera geração de empregos no país, aponta Caged


Na avaliação de mandatório, a única “evolução” a ser considerada foi a redução na taxa de juros de 12,5% para 11,5% do programa de Modernização da Frota de Tratores Agrícolas e Implementos Associados e Colheitadeiras (Moderfrota). 

O programa financia a aquisição de tratores, colheitadeiras, plataformas de corte, pulverizadores, plantadeiras, semeadoras e equipamentos para beneficiamento de café. Neste ano, os recursos para essa finalidade serão de R$ 9,5 bilhões. 

“Acabamos de receber os volumes do plano Safra. Tivemos um incremento de 10% no volume, ou melhor, menos de 10%, porém temos que considerar que tivemos somente uma evolução no Moderfrota, que foi a redução da taxa de juros 1%. O restante foi tudo a recursos de juro livre, para que os bancos possam praticar uma taxa que melhor achar”, disse.  

“Temos que considerar que de um ano para cá tivemos uma evolução de quase 15% na cotação do dólar e tivemos uma redução de quase 3,5% na taxa Selic, ou seja, decepcionou esse anúncio. Era conforme esperávamos e isso, mais uma vez, reforça o que temos sempre falado: o descaso, a despreocupação com o nosso setor agrícola, principalmente os médios produtores que são responsáveis pela grande parte da produção de soja e milho brasileiro”, completou. 

Segundo Beber, se considerar a inflação de 2023, o aumento real foi de apenas 5,14%. Lucas Costa Beb acrescenta ainda que os recursos controlados apresentaram redução. Esses recursos têm as condições de contratação, como valores, taxas de juros, garantias e vencimentos, estabelecidas pelo governo federal.

“O PAP deixou a desejar na disponibilidade de recursos controlados. Um aumento nominal de 1% dos recursos não cobre nem mesmo a desvalorização do real frente a inflação de 4,86% de 2023. Ou seja, um aumento negativo, traduzindo em redução de recurso controlado disponível, em uma economia com inflação prevista de 4% para 2024”, destaca Lucas.

O governo ainda anunciou desconto de meio ponto percentual na taxa de juros para custeio para produtores que possuem o Cadastro Ambiental Rural (CAR) aprovado. O desconto nos juros, segundo anúncio do governo, pode chegar até 1 ponto percentual.

Na avaliação do presidente da Aprosoja, apesar de importante, esse desconto alcança uma minoria dos produtores. “Em todo Brasil, menos de 3% dos CAR estão analisados. Esse fato não representa culpa do produtor, mas sim da ineficiência dos órgãos responsáveis”, enfatiza.

Lucas pontua que algumas taxas de juros ficaram acima da taxa básica de juros, a Selic, além de não ter acompanhado as reduções. Para custeio e comercialização, a taxa será de 8% ao ano para os produtores enquadrados no Pronamp e de 12% a.a. para os demais produtores. Já para investimentos, as taxas de juros variam entre 7% a.a. e 11,5% a.a., de acordo com o programa.

A entidade avalia ainda que o governo não mostrou estratégias para intensificar o aperfeiçoamento das políticas agrícolas, pois não prevê destinação de recursos para o Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural (PSR). O presidente lembra também que o produtor rural enfrentou adversidades climáticas acentuadas na última safra.
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet