Olhar Agro & Negócios

Quinta-feira, 18 de julho de 2024

Notícias | Geral

em 2024

Dados apontam pecuária leiteira como atividade mais desenvolvida na agricultura familiar de MT

Foto: Mayke Toscano/Secom-MT

Dados apontam pecuária leiteira como atividade mais desenvolvida na agricultura familiar de MT
Dados do Sistema Estadual Integrado de Agricultura Familiar (SEIAF), da Secretaria de Agricultura Familiar de Mato Grosso, revelam as principais atividades econômicas dos 141 municípios do Estado. A pesquisa com informações inseridas pelos municípios no primeiro semestre deste ano destaca a importância da agricultura e da pecuária, com a pecuária leiteira emergindo como a atividade mais relevante.


Leia também:
Avanço da tecnologia nas propriedades rurais deve aumentar buscas por mão de obra qualificada em Mato Grosso


A pecuária leiteira – que é incentivada e apoiada pelo Governo de Mato Grosso com o Programa MT Produtivo Leite - é a atividade apresentada como mais relevante, sendo considerada de grande importância em 118 municípios, o que representa 83,69% das localidades.

Este setor não se destaca apenas pela produção de leite, mas também pelo impacto econômico e social que gera nas comunidades rurais, proporcionando emprego e sustento para inúmeras famílias.

Além da pecuária leiteira, outras atividades agrícolas desempenham papéis significativos na economia local. São elas:
 
- Piscicultura/Aquicultura: Presente em 83 municípios (58,87%), a criação de peixes tem se mostrado uma alternativa lucrativa

- Mandiocultura: Com 77 municípios (54,61%), o cultivo de mandioca é essencial, contribuindo para a alimentação e a economia local

- Fruticultura/Olericultura: Envolvendo 70 municípios (49,65%), destaca-se pela diversidade de frutas e hortaliças produzidas.
- Apicultura (mel): Praticada em 64 municípios (45,39%), a produção de mel é uma importante fonte de renda para pequenos agricultores

- Bananicultura: A produção de bananas ocorre em 54 municípios (38,3%).
 
O SEIAF coleta dados que identifiquem o volume, tipos de produtos comercializados e o retorno financeiro promovido pelos itens cultivados por agricultores familiares, com o objetivo de subsidiar políticas públicas para o setor. 

O secretário de Agricultura Familiar do Estado, Luluca Ribeiro, pontuou que essas informações reafirmam que essas atividades contribuem com a economia dos municípios e têm um papel vital na segurança alimentar e na geração de empregos. Ele ainda destacou as ações do Governo para o fortalecimento da agricultura familiar.

“O Governo do Estado tem investido no fortalecimento e expansão dessas culturas pelo programa MT Produtivo, com a entrega de mudas, caixas de abelha, novilhas prenhes e outros investimentos para melhorar a genética do rebanho leiteiro”, ressaltou.

O SEIAF foi criado com base na Lei Complementar n° 746, de 25 de agosto de 2022, que estabeleceu normas relativas ao cálculo dos Índices de Participação dos Municípios (IPM) para a distribuição dos recursos arrecadados com ICMS, beneficiando a agricultura familiar.
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet