Olhar Agro & Negócios

Domingo, 21 de abril de 2024

Notícias | Energia

DADOS DA ABSOLAR

MT é o 5º estado com maior geração de energia solar; Cuiabá em terceiro entre municípios

Foto: Extensionista/Empaer

MT é o 5º estado com maior geração de energia solar; Cuiabá em terceiro entre municípios
Mato Grosso é o quinto estado com maior geração de energia solar no Brasil, segundo dados da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR), divulgados no último dia 12 de janeiro. São mais de 1,5 gigawatt de potência instalada em todos os municípios mato-grossenses, ultrapassando 107,9 mil conexões operacionais nos telhados e pequenos terrenos. Atualmente são mais de 123 mil consumidores de energia elétrica que já contam com redução na conta de luz, maior autonomia e confiabilidade elétrica.

Leia mais
Aumento na conta de luz é estimado entre 6,5% e 10,41% em todo o país; veja como economizar


Desde 2012, a modalidade de energia solar no estado já proporcionou a atração de mais de R$ 7,6 bilhões em investimentos, geração de mais de 46 mil empregos e a arrecadação de mais de R$ 1,7 bilhão aos cofres públicos.
 
Cuiabá também se destaca no ranking municipal da ABSOLAR, com as cidades que mais geram energia solar fotovoltaica no país. Em terceiro lugar, a capital mato-grossense está com 243,5 MW (megawatts), atrás apenas de Florianópolis (SC), com 758,5 MW; e Brasília (DF), com 374,4 MW.
 
Para Tiago Vianna de Arruda, coordenador estadual da ABSOLAR em Mato Grosso, o avanço da energia solar no país é fundamental para o desenvolvimento social, econômico e ambiental do Brasil e ajuda a diversificar o suprimento de energia elétrica do país, reduzindo a pressão sobre os recursos hídricos e o risco da ocorrência de bandeira vermelha na conta de luz da população.
 
“O estado de Mato Grosso é atualmente um importante centro de desenvolvimento da energia solar. A tecnologia fotovoltaica representa um enorme potencial de geração de emprego e renda, atração de investimentos privados e colaboração no combate às mudanças climáticas”, comenta Arruda.
 
Segundo o presidente executivo da ABSOLAR, Rodrigo Sauaia, o crescimento da geração própria de energia solar fortalece a sustentabilidade e protagonismo internacional do Brasil, alivia o orçamento das famílias e amplia a competitividade dos setores produtivos brasileiros.
 
“A fonte solar é uma alavanca para o desenvolvimento do país. Em especial, temos uma imensa oportunidade de uso da tecnologia em programas sociais, como casas populares do programa Minha Casa Minha Vida, na universalização do acesso à energia elétrica pelo programa Luz para Todos, bem como no seu uso em prédios públicos, como escolas, hospitais, postos de saúde, delegacias, bibliotecas, museus, parques, entre outros, ajudando a reduzir os gastos dos governos com energia elétrica para que tenham mais recursos para investir em saúde, educação, segurança pública e outras prioridades da sociedade brasileira”, conclui Sauaia.
 
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet