Olhar Agro & Negócios

Terça-feira, 18 de junho de 2024

Notícias | Geral

gestão 2023/2025

Avanços do setor de base florestal são destaque em posse da nova diretoria do Cipem

Foto: Reprodução

Avanços do setor de base florestal são destaque em posse da nova diretoria do Cipem
Com o slogan Sustentabilidade, Desenvolvimento, Conservação e Equilíbrio, a nova diretoria do Centro das Indústrias Produtoras e Exportadoras de Madeira do Estado de Mato Grosso (Cipem), tomou posse na sexta-feira (01), em uma cerimônia que reuniu empresários de base florestal, representantes dos sindicatos do segmento e diversas autoridades, no Malai Manso Resort, em Chapada dos Guimarães.


Leia também:
Projetos voltados para ESG são elaborados por colaboradores do Grupo Oeste Solar


Ednei Blasius foi eleito para dois anos no comando da entidade que congrega oito sindicatos de indústrias de base florestal e tem como meta o fortalecimento e organização do setor. Uma ação que foi ressaltada durante cerimônia de posse.

O presidente eleito do Cipem para a gestão 2023/2025 destacou a contribuição do segmento para a economia do Estado de Mato Grosso. "O setor de base florestal contribui ativamente para o Estado. Desempenhamos um papel vital na economia local. Em 2022, o setor de Base Florestal ocupou a nona posição entre os segmentos industriais que mais arrecadam impostos em nosso Estado, contribuindo com R$ 66,2 milhões para os cofres do governo. Além disso, somos impulsionadores da geração de empregos e da prosperidade. Em 2021, empregamos 9.904 pessoas e pagamos uma massa salarial de R$ 196,3 milhões. Isso representa um aumento relevante de 18,1% em relação ao ano anterior”, pontou o presidente eleito, parabenizando o trabalho do ex-presidente Rafael Mason, por integrar o segmento e fortalecer o negócio florestal no mercado internacional.

O presidente do Sistema Federação das Indústrias de Mato Grosso (Sistema Fiemt), Silvio Rangel, falou da importância do setor e a contribuição do Sistema para apoiar o desenvolvimento das industrias florestais. “É um setor tão importante, porque além da questão econômica, contribui com a sustentabilidade ambiental. Um segmento com mais de 800 empresas, que promove mais de nove mil empregos e leva riquezas em todas as regiões de Mato Grosso. Temos feito trabalhos na Federação em apoio ao setor, como o projeto Base Segura, recentemente lançado, uma ação que auxiliará indústrias na gestão em saúde e segurança no trabalho e será desenvolvida a curto e médio prazos”, explicou Rangel.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, César Miranda, representando o governador de Mato Grosso, Mauro Mendes, destacou a organização e evolução do setor florestal do Estado. Ele ressaltou a importância do Cipem como exemplo de organização no setor, enfatizando o compromisso com a preservação da floresta, o uso responsável da madeira e os benefícios do manejo florestal. Além disso, ele mencionou como essa abordagem sustentável contribui para fortalecer a economia estadual, promovendo oportunidades de trabalho e opções econômicas sustentáveis para a população. Mato Grosso é reconhecido como um exemplo no desenvolvimento de suas atividades econômicas nesse contexto.

Miranda destacou ainda a organização e evolução do setor florestal e sua contribuição ao Estado. “No dia a dia estamos conseguindo construir muita coisa no Governo Mauro Mendes com a participação dos segmentos econômicos de forma organizada e o Cipem é um exemplo dessa organização, o setor evoluiu, firmou a sua bandeira de preservação da floresta, o uso responsável da madeira e os benefícios do manejo florestal, além de contribuir para fortalecer a economia. O que vem ao encontro das políticas do Governo eficiente e sustentável voltada ao ser humano de promover oportunidades de trabalho e opções econômicas sustentáveis para a população. Mato Grosso é reconhecido como um exemplo no desenvolvimento de suas atividades econômicas nesse contexto”, explicou o secretário

Também participaram da posse a secretária estadual de Meio Ambiente, Mauren Lazzaretti, o deputado estadual Dilmar Dal Bosco, o presidente do Instituto Pensar Agro (IPA), Nilson Leitão - que também representou a Confederação Nacional da Agricultura (CNA) - e o presidente do Fórum Nacional das Atividades de Base Florestal (FNBF), Frank Rogerio de Souza Almeida.

Composição da Diretoria para o biênio 2023/2025
Presidente: Ednei Blasius
Vice-Presidente: Gleisson Omar Tagliari
1° Diretor Financeiro: Paulo Roberto Seelend
2° Diretor Financeiro: Carlos Roberto Torremocha
1° Diretor Administrativo: Antônio Luis Benedet
2° Diretor Administrativo: Felipe Antoniolli
1° Conselheiro Consultivo Deliberativo: Fernando Zafonato
2° Conselheiro Consultivo Deliberativo: Edvaldo Dal Pozzo
3° Conselheiro Consultivo Deliberativo: Rafael José Mason 

CONSELHO FISCAL
1° Conselheiro Fiscal Titular: Flávio Salino Moreira
2° Conselheiro Fiscal Titular: Frank Rogiéri de Souza Almeida
3° Conselheiro Fiscal Titular: Wilson José Volkweis
1° Conselheiro Fiscal Suplente: Sigfrid Kirsch
2° Conselheiro Fiscal Suplente: Geraldo Bento
3° Conselheiro Fiscal Suplente: Claudinei Melo Freitas
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet