Olhar Agro & Negócios

Sexta-feira, 19 de julho de 2024

Notícias | Agronegócio

POSSÍVEL INTOXICAÇÃO

Mortes de abelhas sem ferrão e africanas em propriedades rurais são investigadas

Foto: Reprodução

Mortes de abelhas sem ferrão e africanas em propriedades rurais são investigadas
O Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (Indea) está investigando a morte de enxames de abelhas nas cidades de Sorriso e Sinop (478 km de Cuiabá). As espécies de abelhas atingidas foram as abelhas nativas sem ferrão e as africanas. 


Leia também
Rebanho de Mato Grosso segue livre da peste suína, atesta Indea

Segundo as informações, foi solicitado uma equipe para colher amostras das colmeias nas propriedades rurais usadas para atividades de apicultura. 

O material coletado será enviado ao Instituto Biológico, que é um centro de pesquisa do Governo de São Paulo, referência nacional na área de pesquisa agrícola. 

Todo o material colhido será enviado para São Paulo por aeronave e tempo estimado para conclusão do laudo é de até 30 dias. 

De acordo com a médica veterinária e uma das responsáveis pelo ‘Programa de Sanidade Apícola do Indea’, Érika Gleice Menezes Nascimento, as mortes em Sorriso foram detectadas em um raio entre 15 a 20 quilômetros.

Os servidores do Estado pesquisam se os insetos apresentam algum indício de sofrerem danos em decorrência de intoxicação, bactérias, fungos, vírus, dentre outros. 

A ausência das abelhas pode acarretar em uma diminuição em várias espécies de grãos como café, amêndoas e outros alimentos e no desaparecimento de diversas plantas que fornecem comida para diversos tipos de animais.

Conforme a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), cerca de 70% da cultura alimentar mundial depende de alguma forma de polinização.
 
(Com informações da assessoria)
 
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet