Olhar Agro & Negócios

Terça-feira, 28 de maio de 2024

Notícias | Tecnologia

Recuperação de áreas degradadas

Cooperativa conclui obras de Centro Tecnológico de Desenvolvimento Mineral

Foto: Assessoria

Cooperativa conclui obras de Centro Tecnológico de Desenvolvimento Mineral
A Cooperativa dos Garimpeiros do Vale do Rio Peixoto (Coogavepe) concluiu as obras de um Centro Tecnológico de Desenvolvimento Mineral. O objetivo é auxiliar na recuperação de áreas degradadas na região extremo Norte de Mato Grosso. Os investimentos ultrapassam a marca de R$ 1,5 milhão.


Leia também: 
Construtora Ginco homenageia profissionais de destaque no Prêmio Corretores do Ano


As obras para implantação do centro tecnológico tiveram início no segundo semestre de 2021, com a construção do viveiro de mudas e, posteriormente, do escritório de apoio ao funcionamento do viveiro e do laboratório de análises químicas de minério de ouro. A estrutura foi construída em uma chácara, com uma área de 4,6 hectares, comprada pela atual gestão.

No viveiro de mudas são cultivadas espécies utilizadas pelos cooperados na recuperação de áreas lavradas. Utilizando um processo mais moderno que assegure menor porcentagem de mortalidade dos brotos que vão para o campo, a cooperativa mantém um viveiro de rustificação, local onde as plantas passam por um processo de adaptação e fortalecimento ao clima. Isso reduz significativamente a perca dessas espécies e também o custo para o garimpeiro.

O controle da quantidade de mudas a serem germinadas e o gerenciamento de saídas para as áreas de reflorestamento será realizado no escritório de apoio. Os engenheiros florestais e ambientais da cooperativa intensificarão o  acompanhamento destes reflorestamento, com orientações de como o espaçamento, preparo do solo, adubação, controle de pragas, cercamento e entre outros.

O escritório de apoio ainda dará suporte no controle dos processos de análise de minérios de ouro como protocolo de entrada de material com controle de peso, nome do responsável, emissão de guia de recolhimento de custo, entrega de resultados e outras funções pertinentes.

O laboratório está pronto para iniciar as atividades, mas o departamento técnico ambiental e mineral da cooperativa deverá decidir a melhor forma de trabalhar com as análises e definir quais os melhores equipamentos.

“A construção deste centro tecnológico, com certeza, é um grande passo, uma grande conquista para todos os nossos cooperados”, avaliou Solange Barbosa, presidente da Coogavepe.
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet