Olhar Agro & Negócios

Terça-feira, 05 de março de 2024

Notícias | Geral

segunda premiação

Mineração do grupo Fomentas recebe prêmio de associação suíça por produção de ouro responsável

Mineração do grupo Fomentas recebe prêmio de associação suíça por produção de ouro responsável
A Mineração Chimbuva, de Nossa Senhora do Livramento, é a segunda do grupo Fomentas Mining Company, do empresário Valdinei Mauro de Souza, a receber o certificado de produção de ouro responsável da Associação Suíça Ouro Responsável (SwissBetter Gold Association). A primeira foi a Mineração Santa Clara,de Poconé. 

Leia também 

Fazendeiro pagará R$ 150 mil por matar onça no Pantanal

“A certificação de mais uma de nossas empresas demonstra a seriedade no trabalho realizado, dentro nas normas nacionais e internacionais da mineração. Queremos desmitificar a imagem de que o garimpo só gera desmatamento e é prejudicial ao meio ambiente. Garimpo é trabalho, fonte de renda, sustentabilidade e, com isso provamos que é possível a extração legal, que aquece a economia não só de Mato Grosso, mas do Brasil e do Mundo”, destaca Valdinei de Souza. 

A certificação se deu após a empresa cumprir as duas fases do projeto. A primeira envolve critérios ligados a inclusão social, proteção aos direitos humanos e as relações de trabalho (não praticar trabalho escravo e nem infantil e seguir as leis trabalhistas), bem como cuidados ao meio ambiente (tratamento dos resíduos) e gestão de riscos.

Após as obrigações normativas, vem a fase 2, onde as plantas iniciam a exportação do ouro responsável e recebem a bonificação para cada grama de ouro comercializado.

Parte da bonificação deverá ser revertida, obrigatoriamente, em ações sociais e ambientais, com impactos positivos mensuráveis nas comunidades próximas aos locais onde está instalada a mineradora.

De acordo com Valdinei Souza, a bonificação será 100% revertida em prol da população da região de Nossa Senhora do Livramento, que hoje já beneficiada com diversos projetos do grupo Fomentas. 

O certificado foi entregue durante visita técnica de membros da SwissBetter Gold (SBG) a mina. Na ocasião, fora realizado um acordo para eliminação gradual de mercúrio no processo de amalgamação.
O projeto

O projeto é dividido em fases. Primeiro é feita uma verificação da documentação das plantas da mineração, e uma visita técnica para apresentação da iniciativa e da equipe com palestras orientativas sobre segurança no trabalho, equipamentos de proteção e sinalização, além de um levantamento de questões técnicas.

Em seguida há um treinamento prático no local de cada mina, quando é apresentado um plano de adequação e melhoria, avançando para última etapa que se trata da efetivação do compromisso das mineradoras na implantação dos projetos que garantam uma produção cada vez mais sustentável.

Dentre as melhorias propostas está a retirada do mercúrio do processo produtivo por meio de tecnologias alternativas como gravimetria e cianetação. A seleção do processo alternativo dependerá das características do ouro, níveis de recuperação e o processo que melhor se adequar aos interesses dos mineradores.

No Brasil, o programa tem como parceiro a Fênix DTVM, regulamentada pelo Banco Central para compra e venda de ouro e membro do Instituto Somos do Minério, que busca promover as boas práticas e reconhecer os mineradores do bem. A empresa atua como facilitadora do contato entre as minas e o projeto da Suíça.
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet