Olhar Agro & Negócios

Sábado, 18 de maio de 2024

Notícias | Indústria

DENOMINADO JOSÉ GARCIA NETO

Maior polo econômico de MT, Distrito Industrial comemora 44 anos com mais de 300 empresas, 10 mil empregos e R$ 5 bi em arrecadação

Foto: Edson Rodrigues

Maior polo econômico de MT, Distrito Industrial comemora 44 anos com mais de 300 empresas, 10 mil empregos e R$ 5 bi em arrecadação
Há mais de quatro décadas instalado nas margens da BR-364, o Distrito Industrial de Cuiabá reúne grande cadeia de empresas que movimentam o setor da indústria, comércio e de serviços da capital, responsáveis por aquecer a economia de Mato Grosso. Inaugurado em 1978 pelo então governador do estado José Garcia Neto, no dia 26 de agosto, comemora 44 anos de fundação nesta sexta-feira com mais de 300 empresas, cerca de R$ 5 bilhões de arrecadação em impostos e mais de dez mil funcionários e colaboradores.


Em razão dos trabalhos prestados na região, que impactaram diretamente no desenvolvimento econômico do estado e do país, Garcia Neto foi homenageado com o descerramento da placa que agora dá o seu nome ao Distrito. Participaram da solenidade comemorativa o neto do ex-governador, Senador Fábio Garcia (PSB), a senadora Margarth Buzetti (PP), o deputado estadual Carlos Avalone (PSDB), o ex-secretário da Casa Civil Mauro Carvalho, o presidente da Associação das Empresas do Distrito Industrial de Cuiabá, Keneddy Sales, familiares e empresários que atuam no local.

Leia mais: 
Mauro assina ordem de serviço e gasoduto deve chegar ao Distrito Industrial em dez meses
 
“O governador Garcia Neto foi um visionário que lançou o distrito e o governador Mauro Mendes vai ampliar o distrito, é o nosso pedido”, disse a Senadora Margareth Buzetti (PP), em alusão aos trabalhos prestados pelo então dirigente do estado que foi responsável por assinar a ordem de serviço que deu início à construção do gasoduto no Distrito, nesta quarta-feira (24).

 

O Distrito Industrial é hoje o maio polo comercial, industrial e de serviços da capital e do estado. São mais de trezentas empresas no local, mais de 10 mil funcionários e cerca de R$ 5.2 bilhões em arrecadação de impostos.

Localizado nas margens da Rodovia BR-364, a 15km do centro, a área estrategicamente calculada possui 695 hectares, mais de 6 milhões de metros quadrados. É onde se aquece a economia do estado, colocando Mato Grosso no cenário competitivo nacional.

“Todas as bases de combustíveis estão aqui dentro, de gás GLP, indústria dos produtos químicos, indústria da transformação metal e mecânica, alimentos. Enfim, [é uma cadeia de empresas que, graças ao distrito, a infraestrutura que o distrito oferece, as empresas sempre estão se instalando aqui”, disse o presidente da Associação das Empresas do Distrito Industrial de Cuiaba, Kenedy.

Agora, está com início da construção do gasoduto, quase 100% com asfalto novo, uma base da polícia militar, finalização de uma base do corpo de bombeiros, iluminação com lâmpadas de LED e, principalmente, é o polo escolhido para receber a as obras do terminal da primeira ferrovia estadual em Cuiabá.

Neto de José Garcia, o senador por MT Fábio Garcia também esteve presente na comemoração. Para ele, é um orgulho enorme poder ser descendente do ex-governador e poder ver como os trabalhos prestados pelo avô deixaram um legado determinantes ao desenvolvimento contínuo do estado.

“Há 44 anos atrás, ele criou quatro distritos industriais nesse estado, não só em Cuiabá: Barra do Garças, Cáceres e de Rondonópolis, já vislumbrando que o estado precisaria se industrializar para que pudéssemos distribuir as riquezas desse estado a todos os mato-grossenses”.

A denominação do distrito em homenagem a José Garcia Neto foi determinada pela Lei Nº 9.923 de 24 de maio de 2013, de autoria de Carlos Avalone (PSDB), promulgada pelo então governador de MT, Silval Barbosa.
 
José Garcia Neto

José Garcia Neto nasceu em Rosário do Catete (SE) no dia 1º de junho de 1922, filho de Antônio Garcia Sobrinho e de Antônia Meneses Garcia, faleceu em 2009. Casou-se com Maria Lígia de Borges Garcia, com quem teve cinco filhos. Em 1945 foi designado para servir em Mato Grosso, ocupando em 1946 o cargo de diretor de Obras Públicas do estado.


 
No pleito de outubro de 1954 elegeu-se prefeito de Cuiabá na legenda da União Democrática Nacional (UDN), assumindo o mandato em fevereiro de 1955. Candidatando-se a vice-governador de Mato Grosso na legenda da UDN, na chapa liderada por Fernando Correia da Costa, se elegeu em outubro de 1960 e foi empossado em fevereiro do ano seguinte.

Em novembro de 1966 foi eleito deputado federal por Mato Grosso na legenda da Arena, sendo o candidato mais votado à Câmara Federal no estado. Foi empossado em fevereiro de 1967 e reeleito em novembro de 1970. 

Foi Eleito governador de Mato Grosso por via indireta em outubro de 1974, deixou a Câmara em janeiro de 1975 e em março seguinte foi empossado na chefia do Executivo estadual. Com o objetivo de concorrer pela Arena a uma cadeira no Senado, deixou o governo do estado em agosto de 1978. Todavia, não conseguiu se eleger, sendo derrotado pelo também arenista Benedito Canelas.

“Portanto, ele deixou um legado para todos nós, de um trabalho que a gente precisa fazer por todo estado: de fato precisamos trazer mais investimentos e mais industrias ao estado, como forma de a gente pegar toda riqueza produzida aqui, e poder dividi-la com toda população. É um ensinamento que ele deixou a todos nós, um legado que ele deixou e um desafio a todos que estamos, hoje, na vida pública”, finalizou o senador e candidato a Deputado Federal, Fábio Garcia.


 
 
 
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet