Olhar Agro & Negócios

Sábado, 18 de maio de 2024

Notícias | Agricultura Familiar

Sistema de Comercialização Solidária

Com apoio do REM MT, sistema de compras on-line de produtos da agricultura familiar gera renda para agricultores

Com apoio do REM MT, sistema de compras on-line de produtos da agricultura familiar gera renda para agricultores
Projeto desenvolvido pela organização socioambiental Instituto Ouro Verde (IOV), apoiado pelo Programa REM Mato Grosso, o Siscos (Sistema de Comercialização Solidária), é um sistema de compras online que facilita a comercialização de produtos da agricultura familiar, apoiando com a divulgação, logística e o recebimento do que se vendeu. O modelo gera renda para os pequenos agricultores, a exemplo Valdeir Aparecido Dim, que possui sítio em Nova Canaã, região do Portal Amazônia, em Mato Grosso, e estava desanimado em vender seus peixes, frutas e verduras para o supermercado: "Com o Siscos, a gente viu uma porta de saída”, disse.

 
Para ser um fornecedor do Siscos é preciso se encaixar em alguns critérios, entre eles: ser agricultor familiar, utilizar práticas agroecológicas, ter produtos diferenciados dos outros fornecedores que já estão nos grupos e participar das reuniões dos grupos de produtores inseridos no sistema.

Leia mais: 
Tomate e banana influenciam na alta do preço da Cesta Básica em Cuiabá
 
"A gente plantava, produzia e colhia. E quando entregava no mercado, não tinha venda certa. Na maioria das vezes, a gente acabava voltando com aquela mercadoria. Certa época, todo mundo tinha um tipo de coisa e o mercado acabava não pegando os produtos da gente", recordou. 

"Com o Siscos, a gente viu uma porta de saída. Uma porta a mais pra gente estar entregando a mercadoria. A gente acreditou e depositou ficha nesse sistema de comercialização, e hoje, ele tem aumentado cada vez mais as nossas vendas", comemorou Valdeir, um dos principais fornecedores do sistema. 

Conforme explicou Elisangela Sodré, consultora para Assessoria de Gestão, Divulgação e Comunicação do Siscos, a iniciativa nasceu há um pouco mais de 10 anos, como uma alternativa que pudesse apoiar a produção, comercialização e consumo de produtos da Agricultura Familiar da região, priorizando as relações de trabalho justas e em harmonia com o meio ambiente, com cooperação e solidariedade. 
 
Ela ressaltou ainda que, com o sistema, os agricultores familiares não ficam refém de uma lógica de ter que ofertar por demanda, fazendo, assim, um contraponto à ordem econômica e social vigente.

"O produtor tem no Siscos uma alternativa de oferecer seus produtos excedentes! E o mais interessante, são os agricultores que vão direcionar o que tem disponível para a venda, independente da quantidade. Um agricultor que tem 2 dúzias de ovos, por exemplo, pode disponibilizar seu produto e o sistema o apoia com a divulgação, logística e o recebimento do que vendeu", explicou a assessora. 

Ela destaca ainda que o sistema tem sido um grande agregador de renda para as famílias inseridas no processo. 

"Tem famílias que conseguem 1/4 de sua renda do Siscos e famílias que metade da renda vem do Siscos. Variando de R$350 a R$ 2.000 por mês, de uma família para outra família", citou ao acrescentar que o objetivo não é ser a única fonte de renda, mas um complemento para que famílias camponesas possuam uma alternativa a mais para comercializar seus produtos. 

Um exemplo de geração de renda é o sítio do casal Antônia Soares de Brito Oliveira e José Severino de Oliveira. A partir do Siscos, eles conseguem tirar uma renda extra de até 3.500 por mês. 

"O Siscos tem transformado a vida da nossa família, possibilitando bastante a diversificação e a visibilidade de alguns produtos. E isso se deu não só na renda, mas também na alimentação, pois a gente passou a comercializar produtos diferentes e também a inserir na alimentação. Antes, as vendas eram feitas só por atacado para a cooperativa", acrescentou Antônia, que possui uma propriedade na zona rural do município de Carlinda.
 
Atualmente, o sistema está funcionando nos municípios de Alta Floresta, Carlinda, Nova Canaã do Norte e Colíder, beneficiando 22 famílias da Agricultura Familiar.
 
"O sistema de encomendas fica disponível de sexta-feira até terça-feira, nas plataformas online, aplicativo ou site. Lá, os consumidores cadastrados conseguem entrar e fazer as encomendas dos produtos disponíveis. Toda semana, uma lista nova vem dos agricultores e é lançada no sistema", explicou Elisangela.  

Depois disso, as entregas são realizadas nas sextas-feiras, nos quatro municípios. Em Alta Floresta e Colíder, existem as opções à domicílio (com uma taxa de entrega) e para retirar no campus da Unemat. Já em Nova Canaã e Carlinda, tem a opção de entrega à domicílio.

COMO PARTICIPAR

Elisangela explicou que para ser um fornecedor do Siscos é preciso se encaixar em alguns critérios, entre eles: ser agricultor familiar, utilizar práticas agroecológicas, ter produtos diferenciados dos outros fornecedores que já estão nos grupos e participar das reuniões dos grupos de produtores inseridos nos Siscos. 

As famílias interessadas em participar da rede podem tirar mais dúvidas AQUI.
 
COMO COMPRAR

Em relação a quem pode comprar os produtos, Elisangela destacou que eles estão disponíveis a qualquer pessoa que more em um dos quatro municípios onde o sistema opera.  Os consumidores interessados podem se cadastrar por AQUI 



APOIO DO REM MT 

"Tem sido fundamental o apoio do REM MT. Pois, o Siscos ainda não consegue se sustentar sozinho, pelo sistema. Estamos trabalhando para isto, mas tiveram altos e baixos, principalmente na pandemia", enfatizou Elisangela.

O Sisco também está inserido num projeto mais amplo, denominado de  "Fundo da Agricultura Camponesa: articulando crédito e comercialização para o fortalecimento da agricultura familiar no Portal da Amazônia". Esse projeto é um dos 22 inseridos no edital da Chamada 03/20 de projetos do Subprograma Agricultura Familiar de Povos e Comunidades Tradicionais (AFPCT) do REM MT. Ao todo, o Programa REM MT investe R$ 1,5 milhão nesta iniciativa do IOV.
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet