Olhar Agro & Negócios

Domingo, 14 de agosto de 2022

Notícias | Emprego

DADOS DO MINISTÉRIO DA ECONOMIA

MT fecha o semestre com geração de emprego superior a 2021, avalia CDL Cuiabá

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

MT fecha o semestre com geração de emprego superior a 2021, avalia CDL Cuiabá
Após divulgação dos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério da Economia, nesta quinta-feira (28.07), o Núcleo de Inteligência de Mercado da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL Cuiabá) analisou os dados e constatou que, Mato Grosso, no mês de junho teve 53.941 admissões e 40.565 demissões. O saldo é positivo em 13.376, representado pelos segmentos de agropecuária, serviços, comércio, construção e indústria.

Leia mais:
Tomate e batata ajudam a reduzir o preço da cesta básica na última semana de julho

Em relação ao fechamento do semestre, foram 309.042 admissões e 258.997 demissões. O saldo ficou positivo em 50.045 novos postos de trabalho, sendo que quando comparado com o ano passado, o saldo fechou 11,5% acima.

Os segmentos que representam o saldo positivo são: Serviços: 20.043, Agropecuária: 9.545, Comércio: 7.535, Indústria: 6.560 e Construção: 6.362.

Já em relação à capital mato-grossense, Cuiabá, o Núcleo constatou que foram no mês de junho 10.378 admissões e 8.017 demissões. Saldo de 2.361 de novos postos de trabalho, representado pelos segmentos de: Serviços: 1.410, Comércio: 389, Construção: 382, Indústria: 142 e Agropecuária: 38.

Os dados sobre o fechamento do primeiro semestre revelaram que, em Cuiabá, foram 60.079 admissões e 50.768 demissões. Saldo de 9.311, ficando estável com 0,04% de crescimento, quando comparado com 2021.

O saldo do primeiro semestre da capital é representado pelos segmentos de serviços: 6.187, construção: 1.416, comércio: 1.124, indústria: 542 e agropecuária: 42.

Para o superintendente da CDL Cuiabá, Fábio Granja, os dados foram positivos  e a expectativa é que possa continuar nessa linha de crescimento durante o segundo semestre.

"Mato Grosso tem se destacado e muito na geração de empregos, o que ajuda a fortalecer o consumo e a reduzir a inadimplência. Neste segundo semestre a tendência é termos uma redução no número de empregos gerados pelo Agro, porém um aumento pelo comércio com a chegada de datas relevantes para o movimento das vendas no varejo, tais como Dia dos Pais, Semana Brasil, Dias das Crianças, Black Friday e Natal", pontuou ele.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet