Olhar Agro & Negócios

Sexta-feira, 20 de maio de 2022

Notícias | Logística

OPORTUNIDADE

Investimentos na região do Chapéu do Sol torna bairro atrativo para negócios

Foto: Assessoria

Investimentos na região do Chapéu do Sol torna bairro atrativo para negócios
O Chapéu do Sol, em Várzea Grande, é uma das regiões mais promissoras da baixada cuiabana. Em breve contará com Complexo Judiciário, parque tecnológico, além da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e do Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT). Com este crescimento, a iniciativa privada também passou a olhar para a região, investindo em diversos segmentos e atraindo cada vez mais pessoas. A Ginco, por exemplo, tem feito investimentos como condomínios residenciais, área de e implantação de um centro comercial, inspirado nos mais modernos do mundo.

Leia mais: 
Aneel suspende aumento da energia elétrica em Mato Grosso

Com a proposta de abrigar todo tipo de comércio e serviço, o Centro Empresarial Manhattan que está sendo construído no local terá 226 lotes comerciais a partir de 250 m². O conceito é de um shopping corporativo a céu aberto com área verde e pistas de caminhada.

O diretor da Ginco, Júlio Braz, contou que a construtora enxergou a região do Chapéu do Sol como uma área promissora e estratégica, principalmente, por estar próxima dos centros tanto de Cuiabá, quanto de Várzea Grande, além do fácil acesso ao aeroporto.

Na época, ele lembra que ainda era uma área com pouca infraestrutura, mas a Ginco acreditava no potencial e investiu em avenidas largas e na construção de empreendimentos como os condomínios e o shopping corporativo.

Entre os diferenciais do Centro Empresarial Manhattan, haverá um amplo estacionamento e um hub cultural que pode ser usado em diversas apresentações. O espaço servirá como um ponto para compras, encontros, passeios e caminhadas, permitindo que os moradores possam ter um espaço seguro para suas atividades ou ainda empreender próximo de casa.

A Prefeitura e o Governo do Estado também têm melhorado a infraestrutura do Chapéu do Sol. Somente para a Estação de Tratamento de Água (ETA) foram investidos mais de R$ 26 milhões.

“Várzea Grande tem buscado meios e maneiras para se desenvolver. E o Chapéu do Sol tem capacidade de acolher novos empreendimentos com a vantagem de ser uma área a ser explorada”, comentou o prefeito de Várzea Grande, Kalil Baracat. “Isso facilita no planejamento e maior eficiência nas obras de infraestrutura”, complementou.

Já no próximo semestre de 2022 deve ser inaugurado o Centro Tecnológico de Várzea Grande. Com um centro de inovação, incubadoras, aceleradoras e centro de pesquisas, o espaço irá trazer empreendedores e startups promissoras.

Além disso, estão em construção as sedes do novo Fórum, Ministério Público Estadual e Defensoria Pública. O espaço também abrigará a subseção da OAB de Várzea Grande.

Pensando neste desenvolvimento e na chegada tanto das famílias que irão morar na região, cerca de pelo menos 6 mil, tem ainda a população flutuante que irão trabalhar e estudar nestes novos locais, é que a Ginco focou na construção do centro empresarial. 

“Estamos falando em um projeto de dois ou três anos, com o adensamento de 6 mil famílias, e com isso irá gerar uma carência de comércio e prestação de serviços, é pensando nisso que resolvemos construir o Centro Empresarial Manhattan já pensando num padrão urbanístico, com segurança além de uma área verde que é natural da região. Tudo isso para atender a demanda existente”, finalizou Júlio.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet