Olhar Agro & Negócios

Sexta-feira, 17 de setembro de 2021

Notícias / Emprego

Veja quais setores mais cresceram

Mato Grosso registrou abertura de mais de 50 mil empresas e é o que mais gerou empregos no acumulado do ano

Da Redação - Wesley Santiago

23 Ago 2021 - 14:41

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Mato Grosso registrou abertura de mais de 50 mil empresas e é o que mais gerou empregos no acumulado do ano
Levantamento feito pela Junta Comercial do Estado de Mato Grosso (Jucemat) mostra que Mato Grosso registrou 50.135 novas empresas de 1º de janeiro a 10 de agosto de 2021. O número representa crescimento de 26%, em comparação a 2020, uma vez que, no mesmo período do ano passado foram formalizadas 39.774 empresas.

Leia mais:
JBS oferece mais de 40 vagas em unidades de Mato Grosso
 
O impacto desse aumento pode ser percebido pelos dados divulgados no último levantamento do Cadastro de Empregados e Desempregados (Caged), pelo Ministério da Economia, em que Mato Grosso se destaca como o estado que mais gerou empregos no acumulado do ano, com 231.212 novas vagas preenchidas.
 
Em todo o ano passado foram formalizadas 64.630 empresas no Estado.
 
De acordo com o secretário de Desenvolvimento Econômico de Mato Grosso, César Miranda, a expansão empresarial é resultado das políticas estaduais criadas em favor dos negócios mato-grossenses.
 
“Estamos abrindo espaço para o crescimento dos negócios em Mato Grosso com a oferta de várias linhas de crédito e incentivos fiscais do governo do Estado a quem deseja empreender, e isso tem se refletido na criação de novas empresas, o que tem fomentado a economia e gerado milhares de empregos. Tanto que fomos destaque nacional como o Estado que mais criou empregos no Brasil no acumulado do ano”, enfatiza.
 
Desenvolvimento
 
Os setores que mais abriram novos empreendimentos foram o comércio e serviços com 44.765 empresas, seguido da indústria com 4.182 unidades criadas e a agropecuária com 1.188 estabelecimentos.
 
Atualmente Mato Grosso possui 405.116 empresas ativas.
 
Agilidade e crescimento
 
E o volume de empresas constituídas pode crescer muito mais, segundo o presidente da Jucemat, Manoel Lourenço de Amorim, que aposta na automatização e simplicidade da plataforma 'Balcão Único' para ampliar o número de registros.
 
“A partir de setembro, por meio do formulário digital do Balcão Único, qualquer cidadão poderá abrir uma empresa de forma simples, automática e em poucos minutos. Tenho certeza que essa facilidade e rapidez fará com que muitos “pretendentes” a empresários se animem. Com a nova metodologia não haverá mais a necessidade de percorrer vários órgãos públicos para formalizar um negócio”, conclui Amorim.
 
Segundo a Junta Comercial, o tempo médio para abertura de uma empresa no Estado é de 3 horas e 47 minutos.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui
Sitevip Internet