Olhar Agro & Negócios

Terça-feira, 15 de junho de 2021

Notícias / Logística

ATOLEIRO

Ministro Tarcísio afirma a deputados que BR-158 deve ser pavimentada no início de 2022

Da Redação - Max Aguiar

04 Mar 2021 - 10:11

Foto: Reprodução

Ministro Tarcísio afirma a deputados que BR-158 deve ser pavimentada no início de 2022
A pedido da bancada federal de Mato Grosso, o ministro de Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, afirmou que deu início a uma manutenção emergencial na BR-158, entre os municípios de Confresa e Ribeirão, trecho que atualmente foi transformado em um 'atoleiro' e está praticamente intrafegável. Quatro equipes se juntaram na última sexta-feira (26) à equipe permanente de manutenção da BR-158. A informação foi anunciada em reunião virtual realizada no final da tarde desta quarta-feira (3).

Leia mais:
“Lamento muito, mas neste momento nós temos que fazer algum tipo de sacrifício”, afirma governador

"A manutenção emergencial começou e a bancada vai acompanhar de perto os resultados. A gente vem acompanhando ano a ano o que vem acontecendo na BR-158, mas essa foi a pior manutenção feita e o ministro reconheceu isso e já está resolvendo a situação. Agora são cinco equipes em ação, quatro fixas e uma móvel, que estão levando pedras e cascalho para compactar a estrada o mais rápido possível. Essa é a melhor e mais rápida alternativa para garantir a trafegabilidade”, afirmou Dr. Leonardo, líder da bancada federal.
 
Durante a reunião, o ministro Tarcísio garantiu ainda que os problemas de trafegabilidade que aconteceram este ano não vão se repetir em 2022, pois será empregada a mesma experiência que deu resultados positivos em outras rodovias, como a BR-174, que sofria com situações similares.

Participaram da reunião pessoalmente ou sob representação toda a bancada federal, os senadores Jayme Campos (DEM), Wellington Fagundes (PL) e Carlos Fávaro (PSD); os deputados federais Carlos Bezerra (PMDB), Emanuel Pinheiro Neto (PTB), Rosa Neide (PT), José Medeiros (PODE), Nelson Barbudo (PSL), Juarez Costa (PMDB) e Neri Geller (PP).  Representando a Assembleia Legislativa esteve presente o deputado estadual Dr. Eugênio (PSB). Também participaram da reunião os 13 prefeitos da região afetada pelo problema.

Pavimentação

No encontro, o ministro Tarcísio fez a previsão de que a obra de pavimentação da BR-158 comece no início de 2022, graças a recursos aportados pela bancada federal de Mato Grosso. Esse recurso já foi indicado pelos parlamentares, mas ainda aguarda admissibilidade pela Comissão Mista de Orçamento (CMO).
 
“Vamos reativar a LI (Licença de Instalação) e começar a pavimentação pelos 12 quilômetros antes do contorno, enquanto esperamos a LI do contorno. Tendo a LI a gente já tem contrato e com o recurso que a bancada está se empenhando para colocar a gente inicia a obra. Então a gente tem condição de iniciar a obra do contorno em 2021, no mais tardar, dependendo como for o PBA Indigena, a gente iniciaria a obra no início do ano que vem”, garantiu o ministro Tarcísio.
 
O trajeto definitivo será circundando a Terra Indigena de Marãiwatsédé, também conhecida como Suiá-Missú, ao invés de cortar o território, como previsto inicialmente. A decisão visa evitar uma longa batalha para conseguir o licenciamento ambiental para atravessar a TI.

A obra está dividida em dois Lotes, A e B, sendo que o primeiro já possui projeto de engenharia e licenciamento prévio, faltando a licença de instalação para iniciar a obra. O lote B precisa da aprovação da Lei Orçamentária Anual para ter previsão orçamentária dos recursos aportados pela bancada e assim existir legalidade para a licitação do projeto de engenharia e licenciamentos.
 
O governo federal também estuda a concessão dessa estrada, para resolver os problemas de manutenção continuada. Essa proposta ainda está em fase embrionária e será minuciosamente analisada pela bancada de Mato Grosso.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet