Olhar Agro & Negócios

Segunda-feira, 20 de setembro de 2021

Notícias / Geral

Como migrar seu site sem prejudicar o SEO?

Da Assessoria Webfoco

03 Mar 2021 - 20:00

Foto: Reprodução

Como migrar seu site sem prejudicar o SEO?
Existem inúmeros motivos que podem levar a uma troca de site. A chegada de uma nova agência de marketing, a troca de proprietário da empresa, a falta de dinâmica do site, a mudança no propósito da empresa e principalmente, a falta de resultados.
Independente do motivo da mudança, é sempre importante estar atento ao SEO no momento da migração do site, para que a mudança não prejudique o que já foi construído até o momento.

O antigo site

Se sua empresa já possui um site, mesmo que os resultados não tenham gerado as conversões que você esperava e você optou pela migração, com certeza o seu site já foi encontrado em buscas orgânicas, e é muito importante manter e levar isso para o novo site, com o objetivo de manter a sua empresa no Google.

Os riscos de ignorar o SEO na migração do site

Criar um site do zero, sem levar em consideração a importância da migração pode causar muitos impactos no novo site.
Quando alguém procurar pela sua empresa, poderá encontrar o site e se deparar com a inatividade, o que consequentemente não causará uma boa impressão no usuário, que provavelmente procurará por outra empresa.
Além disso, o Google pode entender isso como um sinal negativo e diminuir a sua popularidade.

A migração

No momento da migração do site é necessário estar atento a alguns pontos importantes no mundo do marketing digital. O novo site deve resolver todos os problemas que o antigo possuía, ele deve trazer uma boa experiência para o usuário, isso pode ser gerado através da velocidade de carregamento, da adaptação à dispositivos móveis, e principalmente trabalhar com uma boa navegação para dessa forma converter resultados.

Voltando a importância da preservação do SEO, a empresa deve ter sempre o histórico de dados do antigo site.  Através do Google Analytics, por exemplo, é possível acessar todos os acessos orgânicos e analisar as taxas de rejeição e duração média.

Além disso, para não prejudicar o SEO, é ideal mapear o site e criar páginas de redirecionamento e de erros. No momento do mapeamento do site, é preciso identificar as páginas que foram indexadas pelo Google, isso é possível através de algumas ferramentas gratuitas.

Com isso, você terá a lista de todas as suas páginas, e poderá acessar as páginas que possuem erros ou que estão indisponíveis. Com isso em mãos, você poderá definir qual será a nova página e seu novo endereço.

Nos casos onde algum conteúdo do site antigo não existe no site novo, você deve apontar as páginas e criar a famosa página erro 404, ou “not found”, e principalmente oferecer para o usuário outra alternativa.

Não esqueça de monitorar sempre os resultados do site, e principalmente de investir em estratégias de SEO e na otimização de sites para que os resultados sejam transformados em conversões.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui
Sitevip Internet