Olhar Agro & Negócios

Sábado, 16 de janeiro de 2021

Notícias / Geral

Ao custo de R$ 594,99, cesta básica em Cuiabá é uma das mais caras do Brasil

Da Redação - Fabiana Mendes

14 Dez 2020 - 11:30

Foto: iStock

Ao custo de R$ 594,99, cesta básica em Cuiabá é uma das mais caras do Brasil
Ao custo de R$ 594,99, Cuiabá tem uma das cestas básicas mais caras do Brasil. Relatório do Instituto Mato-Grossense de Economia e Agropecuária (Imea) aponta que até 30 de outubro, houve uma alta de 3,45% no valor dos itens de alimentação.

Leia mais:
Contraproposta: Governo quer isentar aposentados que ganham até R$ 4 mil; deputados não aceitam

A capital mato-grossense fica atrás somente da cidade de São Paulo, onde o valor é de R$ 595,87, conforme Pesquisa Nacional da Cesta Básica de Alimentos realizada pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

Com base na cesta mais cara que, em outubro, Dieese estima que o salário mínimo necessário deveria ser equivalente a R$ 5.005,91, o que corresponde a 4,79 vezes o mínimo vigente, de R$ 1.045,00. O cálculo é feito levando em consideração uma família de quatro pessoas, com dois adultos e duas crianças

Quando se compara o custo da cesta com o salário mínimo líquido, ou seja, após o desconto referente à Previdência Social (alterado para 7,5% a partir de março de 2020, com a Reforma da Previdência), verifica-se que o trabalhador remunerado pelo piso nacional comprometeu, em outubro, na média, 53,09% do salário mínimo líquido para comprar os alimentos básicos para uma pessoa adulta. Em setembro, o percentual foi de 51,22%.

Em Cuiabá, quase todos itens da cesta básica sofreram aumento. O item com maior variação foi a batata (28,56%). O açúcar teve 4,41%; arroz 1,44%; café 2,77%; leite 1,07%; óleo 17,27%; tomate 4,33%. O pão francês teve queda de 5,19%; manteiga 1,37%; feijão 2,7%; farinha 1,15% e banana 10,98%.

O preço do quilo da carne no varejo também subiu. O acém bovino teve alta de 10,46%; alcatra bovino 1,27%; asa de frango 6,62%; bisteca bovina 7,08%; capa de filé bovino 6,65%; carré suína 10,51%; contra filé bovino 7,62%; coração de frango 6,82%; costela bovina 3,56%; costela suína 1,43%; meio da asa de frango 10,56%; patinho bovino 8,55%; e picanha bovina 4,23%.

Alguns tipos de carne tiveram queda. São eles: peito de frango 6,69%; paleta suína 0,66%; lombo suíno 0,31%; e coxa de frango 0,32%.

A pesquisa do Dieese é feita em 17 capitais, no entanto, Cuiabá não está inclusa. Os dados da pesquisa foram confrontados com informações disponibilizadas no site do Imea. 

Veja valor da cesta básica em outras capitais: 




 

Comentários no Facebook

Sitevip Internet