Olhar Agro & Negócios

Sábado, 15 de agosto de 2020

Notícias / Indústria

Em ‘disputa’ com MT, cervejaria Petrópolis pode ir para Goiás, diz Medeiros

Da Redação - Isabela Mercuri

21 Jul 2020 - 11:34

Foto: Reprodução

Em ‘disputa’ com MT, cervejaria Petrópolis pode ir para Goiás, diz Medeiros
A cervejaria Petrópolis, responsável, dentre outras, pela produção da ‘Itaipava’, pode ir embora para Goiás. A informação é do deputado federal José Medeiros (SD). A empresa fica, atualmente, em Rondonópolis, e tem ‘lutado’ nos bastidores junto ao Governo do Estado para garantir a manutenção dos incentivos fiscais.

Leia também:
Campanha da Fiemt incentiva consumo de produtos locais para gerar empregos e ativar economia

Medeiros disse, durante uma entrevista coletiva do prefeito José Carlos do Pátio, que o secretário estadual de Indústria e Comércio de Goiás deve fazer uma proposta à direção da empresa para que a mesma deixe de operar em Rondonópolis e passe a trabalhar no outro estado. “O secretário de Indústria e Comércio deles (Goiás) me disse que eles podem oferecer incentivos para a Petrópolis deixar Mato Grosso”, completou o deputado.

“Vamos fazer uma força tarefa, juntar todo Mundo para cobrar do Governo do Estado uma saída para essa situação”, disse Medeiros. O estado alega que o pagamento dos incentivos à empresa, da forma que estava sendo feita, é ilegal.

O prefeito de Rondonópolis endossou o pedido do deputado e disse que vai trabalhar uma grande frente com a classe política para buscar uma solução e evitar que uma indústria deste porte deixe a cidade. “Pode contar comigo e vamos fazer uma grande mobilização”, disse.

A empresa emprega mais de 1500 pessoas no estado diretamente, e 6000 mil indiretamente, com 14 revendas e uma fábrica em Rondonópolis

9 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Gervásio Ferreira Mendes
    23 Jul 2020 às 12:03

    Vamos parar com essa conversa fiada do deputado Medeiros,e restabelecer a verdade dos fatos. A redução dos incentivos fiscais da Cervejaria Petrópolis de 90% para 60% foi uma decisão do 3ª Vara da Fazenda Pública de Cuiabá, através do juiz João Thiago de França Guerra. Ele acatou o recurso do governo e revogou uma liminar existente, reconhecendo que uma resolução do Conselho Estadual de Desenvolvimento Empresarial (CEDEM), no dia 27 de março de 2018, já havia reduzido o incentivo excessivo dado à cervejaria. Desde 2018, o Estado acumulava uma perda de receita de aproximadamente R$ 400 milhões ao ano, sendo R$ 136 milhões referentes ao ICMS próprio da cervejaria e mais R$ 263,5 milhões de ICMS-substituição tributária. Segundo dados oficiais, o Estado deixou de arrecadar da Petrópolis cerca de R$ 1,7 bilhão de 2008 até dezembro de 2019. Agora, com a decisão da Justiça, a estimativa é que governo recupere R$ 400 milhões de reais por ano de ICMS. A redução do ICMS da cervejaria foi obtida através de pagamento de propina ao ex-governador Silval Barbosa, conforme delação do próprio. Em sua decisão, o juiz João Thiago de França Guerra reconheceu os argumentos do governo e manteve a deliberação do CEDEM de 2018, que havia fixado o incentivo fiscal em 60% e determinou o retorno da em

  • João
    22 Jul 2020 às 11:05

    O governador esta certo eles tem que pagar os mesmos impostos que as outras cervejarias no estado.

  • Peralta
    22 Jul 2020 às 08:32

    Vá com Deus. Mas, primeiro paguem o que estão devendo para MT.

  • Rubens
    21 Jul 2020 às 21:07

    Se der para a PETRÓPOLIS tem que dar para a AMBEV, LOUVADA, MARAJÁ, CUYABANA, etc. Direitos iguais!!

  • Venâncio Oliveira Trustes.
    21 Jul 2020 às 15:20

    Já vai tarde!! Já fazem 08 meses que parei de beber. Felizmente a bebida alcoólica ,não está me fazendo falta.

  • Eita
    21 Jul 2020 às 15:01

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Juscelino Ribeiro
    21 Jul 2020 às 14:55

    Mato Grosso é um dos maiores consumidores de cerveja. Esta empresa vem fazendo pressão faz tempo. Precisa analisar muito para sair do estado, onde aumentaria os custos com outras despesas. Estava acostumada com regalias, pois foram pedir ajuda ao Deputado.

  • Lugger
    21 Jul 2020 às 14:32

    Convenhamos, essas nossas indústrias só existem por questão de evasão fiscal, vide a questão da antiga fábrica de latas de alumínio que saiu do estado tão logo a vantagem fiscal se foi. Dessa maneira, a economia dos Estados se deteriora com a perda sensível de arrecadação e de desenvolvimento real. Já basta darmos incentivos para multinacionais. O país precisa de uma política nacionalista.

  • Zeca
    21 Jul 2020 às 14:19

    O MP e o TJ juntamente com os servidores públicos não permitem que o governo dê incentivos.

Sitevip Internet