Olhar Agro & Negócios

Domingo, 25 de outubro de 2020

Notícias / Geral

Associação cita que shoppings são ambientes seguros de circulação e produz protocolo para reabertura

Da Redação - Wesley Santiago

20 Abr 2020 - 14:32

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Associação cita que shoppings são ambientes seguros de circulação e produz protocolo para reabertura
A Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce) encaminhou ofício ao prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), onde pede atenção especial para que os futuros decretos sobre liberalidade de funcionamento das operações comerciais englobem, também, a reabertura dos empreendimentos na Capital. Segundo o documento, estes são ambientes seguros de circulação. Além disto, foi enviado também um protocolo de como proceder durante a reabertura.

Leia mais:
Emanuel Pinheiro deve publicar novo decreto municipal na tarde de hoje
 
Conforme o presidente da associação, Glauco Humai, os quatro shoppings de Cuiabá geram mais de 21 mil empregos em sua cadeia. Na cidade, além de empreendedores locais, estão presentes 11 grupos empreendedores e administradores.
 
Glauco ainda ressaltou que os shoppings não contêm aglomeração de pessoas, pelo contrário. “São ambientes em que as pessoas circulam de forma organizada, espaçada, com grande amplitude de horário. Além disso, há controle de fluxo, higienização e limpeza constantes, o que torna os Shoppings ambientes seguros e que podem auxiliar na divulgação de campanhas relacionadas a saúde pública”, diz trecho do documento.
 
Além disto, a associação explica que os empreendimentos seguirão com cautela, serenidade e responsabilidade, trabalhando para voltar a operar e contribuir para o desenvolvimento do município.
 
A Abrasce produziu um Protocolo de Operações, baseado em experiências internacionais, boas práticas de outros setores e recomendações de profissionais da saúde para o processo de reabertura, com informações relacionadas às duas fases: retomada parcial e abertura total das operações dos shopping centers. Segue abaixo:

FASE 1: Abertura parcial dos Shopping Centers (Tempo: de 2 a 4 semanas)

1. Shopping funciona em horário reduzido de 2 a 4 semanas;

2. Lojas funcionam, com exceção dos cinemas e lojas de entretenimento;

3. Restaurantes e praça de alimentação funcionam como delivery e takeout nas primeiras semanas;

4. Recomende, estimule e propague a importância da utilização de máscaras e da desinfecção das mãos por álcool gel e a lavagem com água e sabão;

5. Onde for possível, isolar áreas do shopping para facilitar o controle da operação, sem impactar a segurança do empreendimento;

6. Reveja a escala de funcionários, sem que a segurança e produtividade sejam comprometidas. É possível, que, nesta fase, existam funcionários que estejam se recuperando da doença. Se for o caso, mantenha os em grupos de risco, em home office;

7. Utilizar e estimular os canais on-line do shopping para continuar atendendo clientes, que ainda possam ter movimentos restringidos;

8. Não promova atividades promocionais que possam causar aglomerações e mantenha suspensos os eventos;

9. Mantenha uma comunicação clara e eficiente com seus funcionários, lojistas e clientes. Promova campanhas de orientações de saúde e bem-estar e envolva todos os lojistas nestas comunicações;

10. Restrinja, no que for possível, serviços e acessos de fornecedores de demandas não-essenciais nessa fase;

11. Atenção especial para restaurantes e praças de alimentação: monitore a abertura e o funcionamento de restaurantes, a fim de observar a separação e distanciamento das mesas, tanto das praças de alimentação, quanto dentro dos próprios restaurantes que também devem disponibilizar álcool gel para uso dos clientes;

12. Evite a operação de valet nessa fase;

13. Controle o fluxo de acesso aos sanitários;

14. Manter a renovação de ar exigida pela legislação e faça a troca dos filtros de ar, no mínimo, 1 vez por mês, usando pastilhas bactericidas nas bandejas.

FASE 2: Abertura completa dos Shopping Centers

O shopping funciona de forma normal e com horário restabelecido, incluindo o retorno das operações de entretenimento, ações e serviços regulares dos empreendimentos:

1. Recomende, estimule e propague a importância da utilização de máscaras e da desinfecção das mãos por álcool gel e a lavagem com água e sabão;

2. Manter a frequência de desinfecção das áreas públicas, como interior e painel de elevadores, corrimãos de escadas e escadas rolantes, balcões de informação, sanitários, áreas de descarte de lixo etc de forma periódica;

3. Manter a limpeza e desinfecção de escritórios da administração;

4. Manter a disponibilização de dispensers de álcool gel para uso dos clientes;

5. Restaurantes e praças de alimentação: monitore a abertura e o funcionamento de restaurantes, a fim de observar a separação e distanciamento das mesas, tanto das praças de alimentação, quanto dentro dos próprios restaurantes que também devem disponibilizar álcool gel para uso dos clientes;

6. As atividades promocionais, bem como eventos devem ser monitorados e desenvolvidos com cautela e gradualmente;

7. Reuniões continuam a ser conduzidas preferencialmente por videoconferência;

8. Utilizar e estimular Canais on-line que devem permanecer ativos para atender clientes, que possam ainda ter seus movimentos restringidos;

9. Necessário continuar a disponibilizar álcool gel para uso dos clientes;

10. Manter a renovação de ar exigida pela legislação e faça a troca dos filtros de ar, no mínimo, 1 vez por mês, usando pastilhas bactericidas nas bandejas.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet