Olhar Agro & Negócios

Sábado, 14 de dezembro de 2019

Notícias / Energia

MRV constrói cinco condomínios com unidades de geração de energia fotovoltaica

Da Redação - José Lucas Salvani

21 Nov 2019 - 10:01

Foto: Reprodução

MRV constrói cinco condomínios com unidades de geração de energia fotovoltaica
A cidade de Cuiabá é a quinta do Brasil com a maior potência de energia solar instalada, aponta a Associação Brasileira de Energia Solar (Absolar), com 12,4 MW. O estado de Mato Grosso também ocupa a mesma posição no ranking dos estados, com uma potência instalada de geração de energia da ordem de 81,7 megawatts (MW). Na capital, a MRV está construindo cinco condomínios que contarão com unidades próprias de geração de energia fotovoltaica.

Leia mais: 
Empresa garante economia de até 90% em conta com uso de energia solar e incentiva instalação antes de nova taxação

Em meio a 160 cidades com atuação da construtora no país, Cuiabá foi a segunda praça comercial a receber um residencial com esse item agregado, destaca a companhia. Agora, estão em fase de obras os condomínios Chapada Boulevard, Chapada dos Pinhais, Chapada das Borboletas, Chapadas dos Colibris e Chapada das Oliveiras.

O diferencial de mercado também se estende a Várzea Grande, com a construção dos residenciais Chapada das Violetas, Chapada dos Ipês e Chapada do Bosque. Juntos, os oito novos condomínios nas duas maiores cidades mato-grossenses somarão a oferta ao mercado imobiliário de mais de 2.800 unidades habitacionais. Os residenciais seguem o padrão de apartamentos com dois quartos, ampla infraestrutura urbana, em lazer e segurança, sendo elegíveis pelo programa Minha Casa Minha Vida.

A estimativa da empresa é que seja economizado até 30% no valor da taxa mensal de condomínios. Isso se dá ao suprir o consumo das áreas comuns, incluindo iluminação, cerca elétrica, portão eletrônico e bomba de piscina.

O início das operações dessas usinas se dá com a instalação de medidores pela concessionária de energia elétrica do Estado. Com a mensuração do insumo produzido, a energia elétrica é disponibilizada ao chamado Sistema Interligado Nacional (SIN), gerando créditos de energia aptos à compensação na fatura mensal paga pelo consumidor pela energia efetivamente consumida.

“Estamos falando de uma energia limpa, renovável, eficiente e segura ao consumo. A MRV iniciou a instalação dessa tecnologia de forma pioneira no segmento no Brasil e até 2022, todos os novos projetos serão lançados com essas unidades próprias de geração de energia fotovoltaica”, registra Márcio Galvão, gestor de Engenharia da MRV em Mato Grosso.  

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet