Olhar Agro & Negócios

Quinta-feira, 12 de dezembro de 2019

Notícias / Logística

Concessão de rodovias de MT garante investimento de R$ 638 milhões em 30 anos

Da Redação - José Lucas Salvani

05 Jul 2019 - 15:10

Foto: Rafael Manzutti Arquivo Secom-MT

Concessão de rodovias de MT garante investimento de R$ 638 milhões em 30 anos
A concessão do trecho de 233,2 km que engloba quatro rodovias no município de Tangará da Serra (a 249,2 km de Cuiabá) vai garantir o investimento de R$ 638,28 milhões ao longo do período de vigência do contrato, que é de 30 anos. No site da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra), o edital e anexos da licitação já estão disponíveis para consulta. Confira aqui.

Leia mais:
Minirreforma tributária vai gerar arrecadação de R$ 500 milhões em 2020, afirma governador

“A população começará a sentir os efeitos positivos da concessão em um curto espaço de tempo. Após a assinatura do contrato, a empresa tem o prazo de um ano para realizar serviços preliminares como a melhoria do pavimento, tão demandada nessa região de Tangará”, afirma Marcelo de Oliveira, secretário de Infraestrutura do Estado.

A empresa que vencer a licitação terá a concessão dos trechos das rodovias MT-246, MT-343, MT-358 e MT-480 e ficará responsável pela prestação dos serviços públicos de conservação, recuperação, manutenção, implantação de melhorias, bem como a operação rodoviária das vias incluídas no pacote.

A vencedora também deverá, em até um ano, começar os “trabalhos preliminares” que envolvem limpeza da pista, acostamento, recuperação preliminar de pavimento, reestruturação preliminar de artes especiais; recuperação de sinalização vertical e horizontal e outros serviços.

É previsto que em 2021 comece a serem cobradas as tarifas, mas somente após a conclusão dos trabalhos preliminares. Em Tangará, o Programa de Exploração Rodoviário (PER) prevê a instalação de quatro praças de pedágio, com valor de tarifa inicial de R$ 5,90. A primeira delas será implantada na MT-246 – km 22,01, a segunda na MT-343 – km 5,60, a terceira também na MT-343 – km 37,60 e a quarta e última será na MT-358, km 114,7 da rodovia.

A cobrança do pedágio está atrelada ainda à implantação do Serviço de Atendimento ao Usuário (SAU), que deve oferecer ao longo das rodovias concessionadas unidades de atendimento com área para descanso, estacionamento, sanitários (feminino, masculino e portador de necessidades especiais), fraldário, água potável, telefone público e sistema “wi-fi” de internet. Além da disponibilização de serviços como guinchos para socorro de veículos, ambulâncias para eventuais acidentes, sinalização e outros.

1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • benjamim r paiva
    05 Jul 2019 às 21:09

    o usuario das rodovias nao vai pagar ipva se pagar vai pagar duas vezes .voce ja vai pagar quando passa na rodovia

Sitevip Internet