Olhar Agro & Negócios

Quinta-feira, 23 de janeiro de 2020

Notícias / Agronegócio

Taques destaca potencial produtivo do Estado em Workshop da Qualidade do Algodão

Da Redação - André Garcia Santana

18 Ago 2017 - 17:10

Foto: Reprodução/Gcom MT

Taques destaca potencial produtivo do Estado em Workshop da Qualidade do Algodão
Durante 5º Workshop da Qualidade do Algodão, realizado pela Associação Mato-grossense dos Produtores de Algodão (Ampa) e pelo Instituto Mato-grossense do Algodão (Imamt), o governador Pedro Taques destacou o potencial do Estado. O gestor do Executivo estadual lembrou ainda que MT é o maior produtor de milho e soja e tem o maior rebanho bovino do país, além de ser responsável por 88% da produção nacional de diamantes.

Leia mais:
Usina inaugurada por Temer nega grilagem e destaca investimento privado; empreendimento seria de conselheiro de Trump

“Somos o maior produtor de algodão do Brasil, e um evento como este, que visa a melhoria de nossos produtos, é muito importante, pois mostra que temos capacidade para conquistar mercados internacionais. “Temos mostrado isso para o mundo, a fim de atrair investimentos” disse.

O governador lembrou da instalação da Zona de Processamento de Exportação (ZPE) de Cáceres (216 km a Oeste de Cuiabá), que terá capacidade para abrigar cerca de 230 indústrias, principalmente das áreas de agronegócio e alimentação, como exemplo das ações que o estado tem tomado para atrair investidores.

“A ZPE é algo esperado pela população há 20 anos e que só agora, após muito trabalho, se tornou realidade; este distrito industrial possibilitará a comercialização de mercadorias com isenção fiscal, e a escolha de Cáceres para a construção da zona aduaneira deve-se à localização estratégica, que permite o transporte dos produtos via Oceano Pacífico, pois faze-lo pelos portos de Santos e de Paranaguá, ambos distantes mais de 2 mil km de MT, é custoso e logisticamente inviável.”

Outro exemplo foi a do Aeroporto Internacional Marechal Rondon, que tem vocação para se transformar em um HUB (centros de conexão aeroportuárias utilizados por companhias aéreas para transferir passageiros para o destino pretendido), natureza esta compartilhada com o setor têxtil do estado. “Além disso, temos na Sedec uma secretaria que atua como fast tracking, técnica que otimiza os processos dentro do planejamento e reduz os prazos de execução dos projetos, e isto também auxilia o estado a atrair investidores.”

5º Workshop da Qualidade do Algodão

O evento reúne autoridades, técnicos e produtores para apresentar e debater as novas aplicações do algodão no mundo, focando na tecnologia e inovação. Maria José Orione, diretora de Planejamento Estratégico da Capricórnio Têxtil; Vitor Luiz Rambo Junior, diretor presidente da Incofios; Walter Hamaoka, gerente comercial da Kurashiki do Brasil; Alexander Kurre, da ADM; Rogerio Segura, da Star Colours; Jean Louis Belot, pesquisador e coordenador do Projeto de Qualidade do Algodão do IMAmt e Jean-Luc Chanselme, diretor técnico da Cotimes do Brasil estão entre os participantes.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet