Olhar Agro & Negócios

Terça-feira, 21 de setembro de 2021

Notícias / Agronegócio

in natura

EUA suspende embarques de carne bovina do Brasil; em Mato Grosso são dois frigoríficos

Da Redação - Viviane Petroli

23 Jun 2017 - 07:11

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

EUA suspende embarques de carne bovina do Brasil; em Mato Grosso são dois frigoríficos
Os Estados Unidos suspenderam a importação de todos os tipos de carne bovina in natura, ou seja, fresca do Brasil. A interrupção ocorre após 11% da carne enviada pelo Brasil desde março não ter passado em testes de qualidade. Anuncio do país norte-americano ocorre uma semana após o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) suspender as exportações de cinco frigoríficos brasileiros. Somente em Mato Grosso dois frigoríficos estão habilitados para enviar o produto ao país norte-americano.
 
No ultimo dia 16 de junho, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) havia suspendido os embarques de cinco plantas frigoríficas brasileiras para os Estados Unidos.

Leia mais:
Frigorífico em Paranatinga tem exportação de carne in natura para os EUA suspensas
 
O anuncio dos Estados Unidos de suspender 100%  (13 plantas) as importações de carne fresca do Brasil foi feito nesta quinta-feira, 22 de junho, pelo secretário de Agricultura dos Estados Unidos, Sonny Perdue.
 
Em comunicado, o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) informou que está testando 100% da carne Brasileira que entra no país. O documento informa ainda que nesses testes, 11% dos produtos de carne brasileira importados foram rejeitados. "Esse resultado está substancialmente acima do que a taxa de rejeição de 1% das entregas vinda do resto do mundo", diz o USDA.
 
De janeiro a maio foram enviados aos Estados Unidos US$ 48,6 milhões em carne bovina in natura, dos quais 3% ou US$ 11,1 milhões provenientes de Mato Grosso.
 
Em Mato Grosso estão habilitadas para enviar carne in natura para o país norte-americano apenas as plantas frigoríficas da JBS em Barra do Garças e da Marfrig no município de Paranatinga.
 
A suspensão por parte dos Estados Unidos pode vir a prejudicar ainda mais a pecuária mato-grossense vem sofrendo com alto custo de produção, queda no preço da arroba e concentração de plantas nas mãos de poucas empresas, como é o caso da JBS que passa por uma crise, diante envolvimento político, e detém cerca de 47% do parque industrial de carne bovina no Estado.
 
Como o Agro Olhar já comentou, os Estados Unidos abriram as exportações para carne bovina in natura do Brasil em 2016, após mais de 17 anos de negociações.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet