Olhar Agro & Negócios

Terça-feira, 21 de setembro de 2021

Notícias / Agronegócio

em S.J.do Rio Preto

Instabilidade política do Brasil afugenta investimentos, afirma ministro interino Eumar Novacki

Da Redação - Viviane Petroli

20 Jun 2017 - 07:21

Foto: Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento/Divulgação

Instabilidade política do Brasil afugenta investimentos, afirma ministro interino Eumar Novacki
O ministro interino da Agricultura, Eumar Novacki, admitiu que a instabilidade política no Brasil afasta a realização de investimentos estrangeiros no agronegócio. A declaração foi dada por ele durante entrevista à rádio CBN em São José do Rio Preto (SP), momentos depois de reunir-se com produtores rurais do município paulista e o ex-ministro Edinho Araújo (PMDB), para os quais detalhou o Plano Agrícola e Pecuário 2017/2018, nesta segunda-feira, 19 de junho.

Leia mais:
Novacki comemora redução de juros e diz que Governo dá atenção especial a produtores de MT
 
Durante a entrevista na à rádio CBN de São José do Rio Preto, Eumar Novacki revelou que a "Tata Coffe", braço cafeeiro da holding indiana, desistiu de investir no Brasil.
 
Novacki, que é secretário executivo do Ministério da Agricultura e ocupa o cargo de ministro interino visto Blairo Maggi estar em missão comercial na Ásia, afirmou na rádio paulista que "Não há dúvida que a instabilidade política afugenta investimentos". Ele ressaltou ainda que "(...) O Tata Coffee, da Índia, garantiu investimento ao ministro Blairo, em sua última visita àquele país, e depois chegou a conclusão de que era mais seguro investimentos no Vietnã".
 
Ainda segundo Novacki, apesar de investimentos como o da holding indiana não estarem sendo realizados no Brasil, o setor produtivo "não desanima" e ainda "segura a economia do país".

Foto: Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) 

Plano Safra 2017/2018
 
O ministro interino da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Eumar Novacki, esteve junto com o secretário de Políticas Agrícolas da pasta, Neri Geller, reunido nesta segunda-feira, 19 de junho, com produtores rurais e o ex-ministro Edinho Araújo para detalhar o Plano Safra 2017/2018.
 
No encontro Novacki afirmou que o governo federal está trabalhando para oferecer aos produtores condições mais adequadas para o escoamento da safra agrícola.
 
No dia 07 de junho o governo federal anunciou o Plano Agrícola e Pecuário 2017/2018, também conhecido como Plano Safra, ao qual destina R$ R$ 190,25 bilhões para as operações de crédito de custeio, comercialização e investimento.
 
O secretário de Política Agrícola, Neri Geller, destacou, ainda, que o governo está destinando R$ 1,6 bilhão para a construção de armazéns, com prazo de pagamento em 15 anos e juros de 6,5% ao ano. Já o volume de recursos do Moderfrota aumentou de R$ 5,2 bilhões para R$ 9,4 bilhões.



Com informações Canal Rural e Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa)
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet