Olhar Agro & Negócios

Segunda-feira, 19 de outubro de 2020

Notícias / Indústria

Minerva Foods reabre em julho unidade frigorífica fechada em Mato Grosso em 2015

Da Redação - Viviane Petroli

13 Jun 2017 - 10:11

Foto: Reprodução/Internet/Ilustração

Minerva Foods reabre em julho unidade frigorífica fechada em Mato Grosso em 2015
A Minerva Foods reabrirá em julho a sua unidade frigorífica em Mirassol D'Oeste (288 quilômetros de Cuiabá, na região Sudoeste). A informação é do ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi. A unidade fabril havia sido fechada em 2015, ocasionando a demissão de 701 funcionários.

Leia mais:
Minerva Foods encerra operação e demite 701 funcionários
 
Maggi, que está em Pequim, onde cumpre agenda internacional, informou a reabertura do frigorífico em Mato Grosso em sua página em uma rede social. Conforme a publicação, a informação foi repassada pelo próprio presidente (CEO) da Minerva, Fernando Queiroz, e que o retorno das atividades em Mirassol D'Oeste está previsto para 06 de julho.
 
Na unidade de Mirassol D'Oeste deverão ser abatidos aproximadamente 1.000 animais por dia e mais de 720 empregos diretos devem ser gerados nos primeiros meses.


A reportagem do Agro Olhar entrou em contato com o Minerva Foods, contudo, por meio de sua assessoria de imprensa, afirmou não querer comentar o assunto.
 
O Minerva Foods é o terceiro maior frigorífico do Brasil. Em Mato Grosso, além da unidade de Mirassol D'Oeste, a empresa possui uma indústria em Várzea Grande.
 
Na semana passada, o Minerva fechou a compra por US$ 300 milhões de unidades da JBS no Paraguai, Uruguai e Argentina.
 
A reaberura da unidade do Minerva em Mato Grosso pode significar um alívio para a pecuária do Estado. Conforme o Agro Olhar já comentou, a pecuária mato-grossense vem passando por um momento delicado diante reflexos no mercado provocado, principalmente, pela delação dos executivos do Grupo J&F, na Operação Lava Jato.
 
A Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz-MT) reduziu, na última semana, em 12,2% o preço de pauta do ICMS para venda de boi em pé para outros Estados. Na ocasião, a Sefaz explicou que a medida tem como objetivo manter a competitividade dos pecuaristas de Mato Grosso com outros Estados.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet