Olhar Agro & Negócios

Sábado, 27 de novembro de 2021

Notícias / Logística

Federal e estadual

Mato Grosso tem crescimento de estradas classificadas como “ótimas” e é o 1º no Centro-Oeste, aponta CNT

Da Redação - Viviane Petroli

02 Jun 2017 - 15:48

Foto: Rafael Manzutti/Sinfra-MT

Mato Grosso tem crescimento de estradas classificadas como “ótimas” e é o 1º no Centro-Oeste, aponta CNT
Mato Grosso entre 2013 e 2016 registrou um crescimento de 30 km para 620 km de estradas (federais e estadual) classificadas como “ótimas”. É o que aponta o Anuário da Confederação Nacional do Transporte (CNT). O resultado coloca o Estado em primeiro lugar na região Centro-Oeste, seguido de Goiás com 361 km, Mato Grosso do Sul com 358 km e o Distrito Federal com 80 km.
 
Em Mato Grosso foram avaliados 4.731 km entre estradas federais e estaduais em 2016. Segundo a pesquisa (veja aqui), 620 km classificados como "ótimo", 1.182 km como "bom", 2.190 km como "regular", 570 km como "ruim" e 169 km como "péssimo".

Leia mais:
Com investimento de R$ 9,1 milhões, Sinfra restaura 60 km da rodovia MT-251
 
Nos dois últimos anos somente em rodovias estaduais, por meio do programa Pró-Estradas, do Governo de Mato Grosso, foram realizadas obras de pavimentação e recuperação em 1.430 km. Conforme a Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra), tais obras contribuíram para o resultado obtido por Mato Grosso, principalmente a liderança dentre os Estados da região Centro-Oeste. A meta do Poder Executivo estadual é asfaltar 4 mil km com o auxílio de diversos financiamentos e também com a contribuição do Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab).
 
“Os números da pesquisa revelam que o planejamento estratégico elaborado, e que vem sendo executado pelo Governo de Mato Grosso, estão caminhando no rumo certo. Isso porque o Estado tem, ano após ano, melhorado suas rodovias consideradas ótimas, apesar de existir ainda muito a ser feito”, pontua o secretário de Infraestrutura e Logística, Marcelo Duarte.
 
O Governo de Mato Grosso destaca que o Estado é um dos poucos dentre as 27 unidades federativas do país a continuar os investimentos em pavimentação de rodovias mesmo durante esta que é a maior recessão econômica da história.


 
A Sinfra revela que até o mês de março de 2017 foram destinados para as prefeituras que firmaram Termos de Cooperação Técnica (TCTs) mais de R$ 509 milhões. O montante é destinado para a manutenção de estradas de chão e pontes de até 13 metros.
 
Brasil
 
O Anuário da Confederação Nacional do Transporte (CNT) 2017 foi divulgado na quinta-feira, 1º de junho. O documento mostra a evolução no Brasil de todos os modais de transporte (rodoviário, ferroviário, aquaviário e aéreo).
 
Em 2016, segundo a pesquisa, foram avaliados 103.259 km entre estradas federais e estaduais no país. Desta extensão 11.936 km foram classificados como "ótimos", 31.158 km "bom", 35.840 km como "regular", 17.838 km como "ruim" e 6.487 km classificados como "péssimo".
 
“O transporte tem papel fundamental para o desenvolvimento do país. Oferecer uma infraestrutura ampla e com qualidade é imprescindível para o estímulo à competitividade e ao crescimento”, destaca o presidente da Confederação Nacional do Transporte, Clésio Andrade, em nota.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet