Olhar Agro & Negócios

Segunda-feira, 17 de maio de 2021

Notícias / Agronegócio

milho -77,19%

Saldo da balança comercial é 20,2% menor no primeiro bimestre em Mato Grosso; exportações caem 15,19%

Da Redação - Viviane Petroli

29 Mar 2017 - 09:12

Foto: Reprodução/Internet/Ilustração

Saldo da balança comercial é 20,2% menor no primeiro bimestre em Mato Grosso; exportações caem 15,19%
O saldo da balança comercial em Mato Grosso, apesar de positivo, apresentou queda no primeiro bimestre de 2017 de 20,2% no comparativo com período em 2016. O resultado é puxado pela retração em 15,19% das exportações, consequência do baixo desempenho no envio do milho (-77,19%) e do algodão (-51,93%).
 
A balança comercial mato-grossense no primeiro bimestre de 2017 somou US$ 1,472 bilhão, volume abaixo dos US$ 1,845 bilhão verificados em 2016 na soma dos resultados de janeiro e fevereiro. Os números são da Secretária de Comércio Exterior (Secex), ligada ao Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC).
 
O saldo da balança comercial é a diferença entre as exportações e importações, que em 2017 somaram US$ 1,697 bilhão e US$ 224,4 milhões, respectivamente.
 
Os US$ 1,697 bilhão resultantes das exportações são 15,19% inferiores aos US$ 2,001 bilhões verificados entre janeiro e fevereiro de 2016. Apesar da soja em grão (exceto para semeadura) ter apresentado um crescimento de 198,02% e atingido US$ 778,8 milhões negociados, o resultado não foi suficiente para segurar as quedas de 77,19% no milho, 51,93% no algodão e 8,51% no bagaço e outros resíduos sólidos da extração do óleo de soja.
 
As exportações de milho recuaram de US$ 1 bilhão para US$ 228,2 milhões. Já de algodão de US$ 157 milhões para US$ 75,4 milhões. No caso de bagaços e outros resíduos sólidos da extração do óleo de soja de US$ 270,6 milhões para US$ 247,6 milhões.
 
Conforme dados do MDIC, Mato Grosso exportou em carne bovina US$ 152,7 milhões no primeiro bimestre de 2017, volume superior aos US$ 134,4 milhões do período em 2016. Já em carne de aves houve um salto de US$ 26,9 milhões para US$ 32,4 milhões e em carne suína de US$ 12,1 milhões para US$ 13,9 milhões.
 
Importações
 
Ao contrário das exportações, as importações em Mato Grosso cresceram 44,12% no primeiro bimestre de 2017, em relação ao período do ano passado. O salto foi de US$ 149 milhões para US$ 223,7 milhões.
 
A ureia foi o principal produto importado por Mato Grosso, somando US$ 77,04 milhões, um volume 103,78% superior em comparação aos US$ 37,8 milhões do primeiro bimestre de 2016.
 
Já em cloretos de potássio o salto foi de US$ 40,7 milhões para US$ 51,1 milhões as negociações de importações.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet