Olhar Agro & Negócios

Quinta-feira, 07 de julho de 2022

Notícias | Economia

comércio

ZPE de Cáceres é considerada fundamental para integração sul-americana

Foto: José Medeiros/GCom-MT

ZPE de Cáceres é considerada fundamental para integração sul-americana
A Zona de Processamento de Exportação (ZPE) de Cáceres é considerada um item fundamental para a integração comercial entre Mato Grosso e os países da Bolívia, Peru e Chile. As entre as vantagens a serem oferecidas para as empresas e indústrias que se instalarem na ZPE estão os incentivos fiscais.

Após mais de 20 anos, o Governo de Mato Grosso, no último dia 18 de abril, lançou o edital para a construção da ZPE de Cáceres, que deverá atrair investimentos de diversos segmentos para Mato Grosso. A primeira fase das obras tem valor inicial previsto de R$ 16 milhões. O projeto total da Zona de Processamento de Exportação de Cáceres está orçado em R$ 60 milhões.

Leia mais:
Taques autoriza processo licitatório da ZPE; 17 empresas já foram pré-cadastradas

A ZPE de Cáceres foi um dos pontos discutidos e pela Caravana da Integração, liderada pelo governador Pedro Taques e que conta com a participação de integrantes do Estado, empresários, entidades do setor produtivo e políticos.

Taques salientou, durante assinatura de acordo de cooperação entre os estados de Mato Grosso e de Tacna, no Peru, que mais do que produzir Mato Grosso precisa exportar.

A primeira missão para consolidar as relações comerciais entre Mato Grosso e os três países, conforme o secretário de Desenvolvimento Econômico, Seneri Paludo, a conclusão da pavimentação de 315 quilômetros da rodovia que liga Santa Cruz de La Sierra a San Matias. O trabalho será realizado em conjunto com os governos brasileiro e boliviano.

Paludo destaca ainda que outra ação a ser consolidada pelo Governo de Mato Grosso é a consolidação de um voo ligando Santa Cruz de La Sierra até Cuiabá.

O secretario de Desenvolvimento Econômico, que encontra-se na Caravana, afirma que transformar a ZPE de Cáceres em uma plataforma de acesso ao mercado da Bolívia, Paraguai, Chile e Peru é o último passo.

"Visitamos no Chile, em Iquique, uma zona comercial onde, em 2015, metade dos US$ 3,6 bilhões de dólares comercializados, foram vendidos para o mercado boliviano. E a ZPE tende a funcionar da mesma forma”, pontua Seneri Paludo.

O vice-governador Carlos Fávaro salienta que além de colaborar com a integração comercial a ZPE de Cáceres trará agregação de valor a produção local com a industrialização dos produtos.

A ZPE de Cáceres já conta com 17 empresas interessadas em se instalar no local. O complexo industrial irá abrigar principalmente indústrias de transformação.

Para a primeira fase da obra já estão garantidos pelo Governo de Mato Grosso R$ 16 milhões. Nesta primeira etapa das obras será construído o módulo de infraestrutura básica, que consiste no prédio da administração da ZPE, guarita, restaurante, espaço aduaneiro da Receita Federal, galpão de armazenagem e pátio.

Ainda nesta fase, segundo o Governo de Mato Grosso, serão 68 lotes distribuídos em 51 hectares. A previsão é que as obras iniciem ainda em 2016 e que levem entre 12 e 18 meses para serem concluídas.

Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet