Olhar Agro & Negócios

Domingo, 24 de outubro de 2021

Notícias / Cotação

cotação

Mato Grosso passa a compor o Prohort e divulga preço médio dos produtos da agricultura familiar

Da Redação - Viviane Petroli

01 Fev 2016 - 14:07

Foto: Viviane Petroli/Agro Olhar

Mato Grosso passa a compor o Prohort e divulga preço médio dos produtos da agricultura familiar
O Governo de Mato Grosso voltou, após 12 anos, a divulgar o preço médio dos produtos da agricultura familiar. A cotação é realizada semanalmente na Central de Abastecimento, em Cuiabá, levando em conta o preço mínimo e o preço máximo dos produtos encontrados em três horários distintos durante a manhã.

O índice de preço médio dos 18 principais produtos da agricultura familiar em Mato Grosso não era levantado há 12 anos. A cotação faz parte do Programa de Modernização do Mercado Hortifrutigranjero (Prohort), aderido pela Secretaria de Estado de Agricultura Familiar e Assuntos Fundiários (Seaf). A cotação é uma parceria entre a Companhia Nacional de Abastecimento em Mato Grosso (Conab-MT), Prefeitura de Cuiabá, Empaer e Ceasa.

O programa serve como parâmetro ao pequeno produtor, que terá informação quanto ao preço médio dos produtos (quilo) para negociar com os comerciantes e atravessadores.

Leia mais:
“A assistência técnica é apenas um dos problemas da agricultura familiar”, afirma Suelme

Segundo a Seaf-MT, a cotação de preços do Prohort será realizada toda a terça-feira, a partir das 5h, por técnicos da Seaf, Empaer e Prefeitura de Cuiabá na Central de Abastecimento.

"Para o produtor se ele não possui um índice oficial qualquer preço que o atravessador dá para ele serve. Se eu tenho um índice oficial e alguém fala que o quilo da mandioca está R$ 3 ou R$ 4 e neste indicador está R$ 6 ou R$ 7 eu tenho condições de negociar o preço. Como não se fazia isso o produtor acaba ficando refém dos preços das centenas de atravessadores que compram produtos e às vezes há os bons comerciantes que põe preço justo, mas há uma grande parcela de aproveitadores que vivem escravizando o pequeno produtor. Essa cotação oficial tem impacto, também, na produção do pequeno produtor, pois na medida em que ele souber onde estão os melhores preços e em que época estão ele irá organizar sua produção para aquele período. A cotação é vital para a organização da agricultura familiar e nós vamos divulgar isso", destacou recentemente em entrevista ao Agro Olhar o secretário da Seaf-MT, Suelme Fernandes.

A cotação dos produtos da agricultura familiar de Mato Grosso e outros 21 estados poderá ser encontrada no site da Conab.

Em Mato Grosso, conforme cotação divulgada nesta segunda-feira, 01 de fevereiro, a abobrinha é encontrada em média a R$ 1,57 o quilo, o tomate R$ 4,50 o quilos, a batata R$ 2,80 o quilo e a cenoura R$ 2,72.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet