Olhar Agro & Negócios

Domingo, 24 de outubro de 2021

Notícias / Agricultura Familiar

ECONOMIA DE R$ 76,4 mi

Obras e reformadas de unidades da Empaer são licitadas e custarão R$ 603 mil

Da Redação - Viviane Petroli

29 Out 2015 - 09:28

Foto: Empaer

Obras e reformadas de unidades da Empaer são licitadas e custarão R$ 603 mil
As unidades da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer-MT) receberão R$ 603 milhões em obras de reforma, revitalização e construção. Ao todo são cinco obras licitadas, sendo uma dela o Laboratório de Sementes, localizado em Várzea Grande. A empresa vencedora da licitação irá realizar a obra R$ 603,2 mil, economia de R$ 76,4 mil em relação ao total disponível, de R$ 677,5 mil.

O recurso para as obras nas cinco unidades é proveniente do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). A licitação era aguardada desde 2009 e foi realizada no último dia 23 de outubro.

A empresa vencedora do certame foi a Prisma Engenharia, Arquitetura e Saneamento LTD – ME, de acordo com a Tomada de Preços 001/2015.

Leia mais:
Governo economiza 28% em contratos de veículos e contempla 15 municípios

Somente em Várzea Grande serão três obras. A Empaer revela que a reforma do Laboratório de Sementes, que tinha disponível o recurso na ordem de R$ 89.685,53, terá desembolso de R$ 79.810,33. Já a demolição da antiga edificação e construção do refeitório no laboratório com um valor total para o lote de R$ 213.085,64 foi licitado por R$ 189.635,72 e a construção de barracão para depósito de materiais e equipamentos, orçado inicialmente em R$ 131.530,71, a obra custará R$ 117.056,038.

Em Cáceres, revela a Empaer, será construído um packing house de bananas. A obra estava orçada em R$ 112.836,99, porém foi licitada por R$ 100.438,53. No caso da packing house de flores tropicais de Acorizal a obra custará R$ 116.088,90, valor abaixo dos R$ 130.433,22 previstos no edital.

O presidente da Empaer, Layr Mota, comenta que se as obras não fosse licitadas ainda em 2015 a Empresa perderia o financiamento federal. “Estas cinco obras são necessárias para estruturar a Empresa. Além de aproveitar recursos que estavam ficando para trás, estamos buscando novos investimentos para o que a Empaer mais precisa que é estrutura física”.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet