Olhar Agro & Negócios

Terça-feira, 26 de outubro de 2021

Notícias / Agricultura Familiar

CAC

Mauro Mendes entrega nova Central de Abastecimento mais de um ano após previsto e culpa Secopa

Da Redação - Jardel P. Arruda

08 Jun 2015 - 12:00

Foto: Michel Alvim/Secom-Cuiabá

Mauro Mendes entrega nova Central de Abastecimento mais de um ano após previsto e culpa Secopa
O prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes (PSB), entregou na manhã desta segunda-feira (08) a nova Central de Abastecimento de Cuiabá (CAC), com melhores de condições de saneamento, infraestrutura geral e possibilidade de ampliação se comparado ao antigo Terminal Atacadista. A obra era prevista para ser entregue em maio de 2014, para que os permissionários tivessem realizado a mudança antes da Copa do Mundo, mas a prefeitura mudou de estratégia após atrasos.

“Essa era uma responsabilidade da Secopa e ela não cumpriu”, afirmou Mauro Mendes, que teve o discurso reforçado pelo vereador Onofre Júnior (PSB) e pelo secretário de Estado de Agricultura, Suelme Evangeslista (PSB). Os permissionários deveriam ter se mudado para o novo CAC a tempo de transformarem o antigo Terminal Atacadista, localizado ao lado da Policlínica do Verdão, em um estacionamento.

Leia mais:
Chineses visitam Mato Grosso e planejam investir em ferrovia que ligará Estado ao Oceano Pacífico

Com a demora, a prefeitura pôde ampliar o número de vagas ofertadas inicialmente e preparar a infraestrutura do novo CAC. Localizado no Distrito Industrial, o espaço possui área total de 70 mil m², 210 boxes (internos e externos), 30 banheiros e praça de alimentação.

De acordo com informações da assessoria da Prefeitura de Cuiabá, aditivos foram feitos para aumentar número de banheiros, instalar telas de proteção e construir de guarita. Foram entregues 82 box  a mais do previsto inicialmente foram executados reparos na parte elétrica, hidráulica e esgotamento sanitário refeitos, além de terraplanagem em uma área de aproximadamente 5 hectares. O entorno asfaltado, recebeu calçadas novas, arborização e sistema de drenagem de águas pluviais.

No último dia 22 de maio, os atacadistas firmaram um compromisso com o município para efetuarem a mudança até o dia 7 de junho. Também foram liberadas autorizações para a ligação da energia elétrica e entregues 14 chaves para os proprietários das lanchonetes. O custo total da reforma e ampliação foi de mais de R$ 5 milhões. 
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet