Olhar Agro & Negócios

Terça-feira, 21 de setembro de 2021

Notícias / Economia

Preços globais de açúcar devem ficar estáveis nos próximos meses

AE

11 Set 2012 - 08:49

Os preços internacionais do açúcar devem ficar estáveis nos próximos seis a 18 meses devido ao amplo excedente e à redução da demanda por parte dos principais importadores, projetou o executivo-chefe da consultoria suíça Kingsman, Jonathan Kingsman, nesta terça-feira.

"O grande problema é a falta de demanda por parte dos importadores. (Grandes compradores como) Rússia e China podem estar fora do mercado de açúcar demerara", explicou Kingsman, destacando que o excedente global é estimado em 6,6 milhões de toneladas de açúcar. O executivo não estimou um intervalo de preços para o açúcar demerara. Às 8h09, o contrato outubro de demerara operava com queda de 2 pontos (0,10%), a 19,41 cents/lb, na Bolsa de Nova York (ICE Futures US). O mesmo vencimento acumula queda de 6,94% em um mês e de 15,20% em 2012.

Segundo ele, as importações da China devem recuar em 2012/13 e a produção deve totalizar 13,5 milhões de toneladas, ante uma estimativa anterior de 12,75 milhões de toneladas. A China consome cerca de 14 milhões de toneladas de açúcar anualmente.

Kingsman destacou ainda que a produção de açúcar da Índia, segundo maior país produtor depois do Brasil, deve atingir entre 24 milhões de toneladas e 24,5 milhões de toneladas em 2012/13. Isso significa que o país pode acabar não importando nem exportando açúcar, destacou o executivo. Em 2011/12, a Índia produziu cerca de 26 milhões de toneladas de açúcar e exportou 3,5 milhões de toneladas, conforme estimativas da indústria. Para Kingsman, as vendas externas de açúcar indiano dependerão de mudanças nos preços domésticos. Atualmente as exportações do país estão inviáveis porque os preços locais se encontram acima dos preços globais. As informações são da Dow Jones.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui
Sitevip Internet