Olhar Agro & Negócios

Quarta-feira, 12 de maio de 2021

Notícias / Agricultura Familiar

Preço e demanda estáveis da atraem agricultores familiares

Canal Rural

28 Ago 2014 - 09:56

A região de Suzano é uma das maiores produtoras de couve manteiga de São Paulo. A boa experiência do município é um exemplo de que a hortaliça já garantiu o seu lugar na mesa do brasileiro e, também, entre muitos produtores.

– A couve tem o seu preço em torno de R$ 5,00 e R$ 6,00 no maço com 10 unidades. Como ela tem um consumo estável dentro das famílias brasileiras, ela consegue ter um valor estabilizado. Isso garante um bom retorno para o agricultor familiar – explica o engenheiro agrônomo Renato Alves Pereira.

O produtor rural Odair Pelegrim cultiva cerca de 400 mil pés da couve manteiga, ele começou a produção há 20 anos e não pretende mudar de ramo tão cedo. O agricultor aproveita o bom momento. A produção dele é entregue para mais de 50 clientes, entre feiras e comércios de cidades próximas, como São Bernardo do Campo, Santo André e Baixada Santista.

– Hoje, a couve está na merenda, na penitenciária, no suco detox. Antigamente, a couve só era vendida no frio, mas vendemos também no verão. Ela está sendo bastante consumida no mercado. É uma cultura que não exige muito maquinário. Uma produção de couve no inverno dura até 11 meses. Estamos há 20 anos produzindo em Suzano – comenta Pelegrim.

Na propriedade de sete alqueires de Odair Pelegrim, trabalham 23 pessoas. São colhidas, por dia, 150 dúzias. E esse número costuma dobrar próximo ao final de semana. A produção da couve manteiga exige alguns cuidados para garantir a qualidade do produto. Um deles é fazer a colheita que não tem sol, já que a claridade murcha as folhas.

– No inverno, nós podemos colher couve até 11h que, normalmente, ela não murcha, porque não tem sol. Nós acordamos mais cedo, por volta das 5h para começar a tirar. É um cuidado que nós temos para a couve não perder a qualidade – explica o produtor.
Sitevip Internet