Olhar Agro & Negócios

Quinta-feira, 20 de janeiro de 2022

Notícias | Geral

Nivelamento do Projeto Biomas Cerrado termina em campo

O nivelamento do Projeto Biomas Cerrado terminou com uma visita a área de implantação do projeto, na Fazenda "Entre Rios", a 60 km da Capital federal, e ao viveiro de mudas localizado dentro da Embrapa Cerrado. O encontro, realizado durante três dias em Brasília, nivelou o conhecimento adquirido pelos pesquisadores com as atividades desenvolvidas pela equipe do projeto.

Na área selecionada na Fazenda "Entre Rios", os pesquisadores vão trabalhar em áreas destinadas à produção, além da recomposição da Reserva Legal, dando ao produtor uma alternativa para conciliar rendimentos sociais e econômicos com a conservação ambiental. Durante a visita, os pesquisadores analisaram a área que foi dividida e que receberá mais de dez experimentos diferentes.

Em alguns, serão plantadas espécies madeireiras e, em outras, frutíferas. O pesquisador Lino Carlos Borges, doutor em Engenharia de Solo e Água, da Emater de Goiás, é autor de um sub-projeto em que implantará na área destinada de um hectare, cinco tipos de espécies frutíferas. "Escolhemos Pequi, Baru, Cagaita, Mangába e Caju, por serem nativas do Cerrado e os frutos terem espaço no mercado. Nos dois primeiros anos, até que a muda possa se desenvolver, vamos cultivar mandioca. Protege a planta e em oito meses pode ser colhida e vendida, possa se desenvolver, vamos cultivar mandioca. Protege a planta e em oito meses pode ser colhida e vendida, dando uma opção para que o produtor retire um pouco do investimento", afirma Borges.

No período da tarde, os pesquisadores visitaram o viveiro de mudas que fica localizado na Embrapa Cerrado. "O nivelamento serviu para que cada um saiba a proposta do outro e possa trabalhar em conjunto, com sintonia e sincronia. Isso é positivo para os próximos passos, como o plantio, que vem a seguir", conclui o doutor em Ecologia, Felipe Ribeiro, coordenador regional do projeto.

Sobre o Projeto Biomas

O projeto é uma parceria entre Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). Os estudos já estão sendo desenvolvidos nos seis biomas brasileiros. Os pesquisadores buscam soluções para a produção sustentável de alimentos, a partir da reintrodução da árvore nas propriedades rurais do Brasil. O Projeto Biomas tem o apoio do SEBRAE, Monsanto, John Deere e Vale Fertilizantes.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui
Sitevip Internet