Olhar Agro & Negócios

Sábado, 27 de novembro de 2021

Notícias / Geral

Simpósio discute novos sistemas de produção de bovino de corte

Assessoria

27 Out 2012 - 09:08

As projeções hoje indicam uma forte demanda mundial de carne bovina para os próximos anos e Mato Grosso, como maior produtor de carne e rebanho do país, é um forte candidato a ajudar suprir esta questão. Com o objetivo de auxiliar os produtores rurais a produzir mais, e de forma sustentável, será realizado de 5 a 8 de dezembro, em Rondonópolis, o VI Simpósio “Sistemas de Produção de Bovinos de Corte”.

Especialistas de renomados institutos de pesquisas do país ministrarão palestras no evento sobre novas técnicas de produção e comercialização de bovinos de corte. Transformando dados obtidos dos experimentos em informações, os pesquisadores apresentarão sistemas de produção inovadores.
De acordo com Roberto Aguiar, diretor de pastagens da Nutripura, empresa realizadora do simpósio, o objetivo principal é fazer uma ligação entre os institutos de pesquisas e o produtor rural.

“Difundir informação para que o produtor possa melhorar a produtividade em sua fazenda. Esse é o foco principal. Hoje, com os limites dos desmatamentos, o pecuarista tem de arrumar alternativas para aumentar a produtividade no espaço da fazenda que já existe. No simpósio ele conhecerá técnicas que vai dar condições para isso. Se ele produz um boi por hectare, ele vai ter técnica de produção de dez bois por hectare. Esse é o futuro da pecuária em Mato Grosso e no Brasil. Produzir boi de uma forma sustentável”, explicou.

O simpósio será dividido em três etapas. A primeira terá formato de work shop com o tema ‘Confinamento’ que acontecerá nos dias 5 e 6 (dezembro).

No dia 7, será aberta a rodada de palestras com renomados especialistas em pesquisa no país como Reginaldo Nassar, que falará sobre suplementação; Alexandre Mendonça de Barros, que vai traçar o cenário da economia micro e macro focado na pecuária de corte no Mato Grosso; Luiz Gustavo Lucio, que vai abordar um assunto pouco discutido: a silagem de cana de açúcar, e ainda Moacyr Corsi tratará de forragem de pasto – adubação e manejo.

No dia 8 o evento é fechado com um dia de campo. O produtor terá oportunidade de vivenciar na prática o que ele viu, nos dias anteriores, na teoria. “Isso é muito importante porque é quando ele vê que consegue mensurar os benefícios e visualizar para implementar na fazenda dele”, disse Roberto Aguiar.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui
Sitevip Internet