Olhar Agro & Negócios

Terça-feira, 15 de outubro de 2019

Notícias / Pecuária

Vacinação contra febre aftosa alcança 29 milhões bovinos e bubalinos em MT

Da Redação - José Lucas Salvani

05 Jul 2019 - 16:21

Foto: GCom-MT

Vacinação contra febre aftosa alcança 29 milhões bovinos e bubalinos em MT
A vacinação contra a febre aftosa alcançou 29.796.789 bovinos e bubalinos, o correspondentes a 99,73%, em maio de 2019. Nessa etapa é obrigatória a vacinação de bovinos e bubalinos de todas as idades, “de mamando a caducando”, exceto na microrregião do Baixo Pantanal Mato-grossense.

Leia mais:
Sicredi libera R$ 317 milhões do Pronaf na região Centro Norte em 2018

Desde 2005 os índices de vacinação tem alcançado porcentagens superiores a 99% de imunização em todas as regiões de Mato Grosso. A baixa inadimplência é resultado do trabalho de divulgação, educação sanitária, fiscalização e apoio dos produtores rurais.

O Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (Indea-MT) fiscalizou 2471 estabelecimentos rurais, correspondendo a 2,6% do total no estado. O Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa) também ficou responsável pela regulamentação, divulgação, educação sanitária, controle e fiscalização da vacinação.

Há ainda uma parceria com entidades ligadas ao setor pecuário como a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso (Famato), Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat), Associação dos Criadores de Suínos de Mato Grosso (Acrismat), Sindicato das Indústrias Frigoríficas de Mato Grosso (Sindifrigo), Associação Mato-Grossense de Criadores de Ovinos e Caprinos (Ovinomat) e o Fundo Emergencial de Saúde Animal do Estado de Mato Grosso (Fesa-MT) pra implementação de medidas de prevenção contra a febre aftosa.

O último foco da doença no estado ocorreu em 1996. Atualmente Mato Grosso é reconhecido pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) como livre de febre aftosa com vacinação.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet