Olhar Agro & Negócios

Terça-feira, 26 de outubro de 2021

Notícias / Emprego

VAGAS PREENCHIDAS

Criação de postos de trabalho foi de 48,3 mil em 2013

Da Redação - Viviane Petroli

19 Ago 2014 - 15:45

Foto: Reprodução/Internet

Criação de postos de trabalho foi de 48,3 mil em 2013
Mato Grosso fechou 2013 com uma geração de 792.868 empregos formais, um crescimento de 6,49% ou 48.310 postos de trabalho, em relação aos 744.558 empregos formais verificados em dezembro de 2012. Os setores de serviços e comércio foram os que mais vagas geraram no comparativo de um ano com o outro.

As informações são da Relação Anual de Informações Sociais (RAIS), divulgadas nesta segunda-feira (18) pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

Conforme a RAIS, os melhores desempenhos estão no setor de serviços com uma geração de 14.667 postos de trabalho a mais que em 2012 e comércio com 12.172 postos de trabalho. A indústria de transformação foi a terceira que mais gerou postos, um total de 10.986 a mais que em 2012.

Leia também
Empaer convoca aprovados em concurso público; Apresentação é até o dia 26 de agosto
Aprovados em concurso para fiscal federais agropecuário reivindicam contratação no Mapa

Já a agropecuária e a construção civil 1.495 e 1.820 postos de trabalho, respectivamente, gerados.

Rendimento

De acordo com a divulgação do RAIS, o rendimento real médio do trabalhador mato-grossense subiu 3,27%, passando de uma média de R$ 1.991,19 em dezembro de 2012 para R$ 2.056,24 em dezembro de 2013. A média de remuneração para trabalhadores do sexo masculino foi de R$ 2.153,01, 4,05% a mais que os R$ 2.069,26 verificados em 2012. Já para as mulheres salto de R$ 1.864,28 para R$ 1.902,12 apenas.

A maior renumeração média verificada em dezembro de 2013 foi no setor de "instituições de crédito, seguros e capitalização" de R$ 4.121, seguido de "serviços industriais de utilidade pública" com uma média salarial de R$ 3.530,50, "ensino" com R$ 3.437,31 e "administração pública direta e autarquia" com R$ 3.373,72.

No setor "agropecuário" a remuneração média em dezembro de 2013 era de R$ 1.775,78, na "construção civil" R$ 1.882,38 e no "comércio varejista" R$ 1.350,35

Faixa etária

A maioria dos trabalhadores possuíam entre 30 e 39 anos. Segundo o levantamento, dos 792.868 empregos formais vistos em 2013 240.109 estavam nesta faixa etária, um crescimento de 17.420 postos de trabalho para essa idade a mais que em 2012. Já na faixa etária dos 40 aos 49 anos foram 157.398 empregos formais.

Brasil

No Brasil o crescimento foi de 3,14%, uma evolução de 1,148 milhão de empregos formais gerados em 2012 para 1,489 milhão gerados em 2013.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet