Olhar Agro & Negócios

Quinta-feira, 20 de janeiro de 2022

Notícias | Geral

Vendas externas de ovos férteis reduzem-se cada vez mais

Os últimos números da SECEX/MDIC revelam que as exportações brasileiras de ovos férteis destinados à produção de pintos de corte continuam recuando drasticamente, fato devido não só à recessão econômica mundial mas também à elevação de custos do produto brasileiro. De toda forma, o maior recuo vem sendo ocasionado pela retração das importações da Venezuela, principal comprador do ovo fértil brasileiro – neste caso, não por razões econômicas.

A realidade é que, em setembro passado, as exportações brasileiras de ovos férteis ficaram limitadas a 6,235 milhões de unidades, resultado que correspondeu a um volume dois terços menor que o registrado um ano antes, em setembro de 2011, ocasião em que os embarques do produto ficaram muito próximos dos 20 milhões de unidades.

Com o último resultado, o volume exportado nos nove primeiros meses do ano somou 113,9 milhões de unidades e recuou 13,77% em relação a idêntico período de 2011. Já o acumulado nos últimos 12 meses se mantém estável em relação ao que foi exportado em idêntico período anterior. Mas, com a atual marcha, o resultado de 12 meses se torna negativo já em outubro corrente.



Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui
Sitevip Internet