Olhar Agro & Negócios

Domingo, 17 de fevereiro de 2019

Notícias / Geral

Cuiabá envia mais de 19 mil títulos inadimplentes para protesto

Da Redação - Fabiana Mendes

30 Mai 2018 - 17:10

Foto: Rogério Florentino Pereira/OD

Cuiabá envia mais de 19 mil títulos inadimplentes para protesto
O Município de Cuiabá encaminhou 19.020 títulos inadimplentes para serem protestados, dos quais 16.804 foram devidamente recepcionados pelos Cartórios de Protesto. O protesto extrajudicial é o procedimento mais rápido para a recuperação de créditos. Além disso, diversos órgãos públicos e privados vêm assinando convênios com o Instituto de Estudos de Protesto de Títulos do Brasil Seção Mato Grosso (IEPTB-MT) para reduzir a inadimplência dos contribuintes.

Leia mais: 
Número de inadimplentes em MT aumenta e comunicação é setor com mais endividados


De acordo com a assessoria de imprensa, dos 16.804 títulos, 6,35% foram recebidos dentro do prazo legal, que é de três dias úteis. "Consideramos um percentual excelente, haja vista os procuradores dizerem que um resultado efetivo é acima de 3%", resumiu o gerente comercial do Instituto, Anderson Calixto.
 
A presidente do IEPTB-MT, Velenice Dias de Almeida e Lima, registrou que o percentual de recuperação de crédito dos municípios de Mato Grosso é significativo, o que vem possibilitando aos gestores públicos condições de investirem o dinheiro recuperado em prol da sociedade. "Todo contribuinte tem o dever de pagar seus tributos em dia e isso não é novidade. Quando alguém não cumpre com seu dever, cabe ao município adotar mecanismos eficientes para receber o que lhe é de direito. Então, o protesto extrajudicial ganha cada vez mais notoriedade, pois é uma ferramenta segura, rápida e que traz benefícios aos municípios. Atualmente, a sociedade clama por uma justiça menos morosa e os Cartórios de Protesto passaram a ser a saída para os municípios, os quais garantem a recuperação de créditos no prazo de até três dias úteis. Quem mais ganha com isso é o próprio contribuinte, que passa a contar com mais escolas, creches, saneamento básico, melhoria na saúde, educação, dentre muitos outros benefícios".
 
Sendo ferramenta de cobrança capaz de evitar, em muitos casos¸ a propositura de execução judicial, nos últimos cinco anos o protesto tornou-se responsável pela recuperação de mais de 20% das dívidas fiscais estaduais e federais no Brasil. Ultimamente, as Prefeituras Municipais também estão aderindo à forma mais eficiente de cobrar seus contribuintes. Assim, reconhecidas as suas vantagens, vale utilizar o protesto como forma alternativa para a cobrança mais rápida e eficiente de créditos.  

5 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Vascaíno
    31 Mai 2018 às 09:04

    Título? O que é título?

  • Moa
    30 Mai 2018 às 23:47

    Soa estranho está palavra CONTRIBUINTE na verdade os legisladores fazem leis de cobranças abusivas para pagar cada vez mais e melhor SAGUE SUGAS que dizem prestar serviços a sociedade,mas que na verdade não fazem nada para o cidadão. Coitados de nós

  • Moacir de Araujo
    30 Mai 2018 às 20:29

    As dívidas tributárias não estão sujeitas à cobrança por Cartório de Protesto, por faltar respaldo na Constituição Federal e no Código Tributário Nacional. Contrate um bom advogado em sua cidade, que você poderá pleitear, contra o munícipio e contra o Cartório, em uma ação o dano moral.

  • Miguel Arcanjo de Souza
    30 Mai 2018 às 20:22

    Vai se queimar prefeito, você nunca mais vai ser leito nem pra síndico de prédio.....votei em você e fiquei decepcionado...

  • Imposto pago retorno zero
    30 Mai 2018 às 18:10

    O GOVERNO É O NOSSO MAIOR SÓCIO TEMOS QUE PAGAR PARA MORAR PARA COMPRAR E PARA VENDER , BANCAR OS MARAJÁS DO BRASIL ,QUEM DÁ CONTA ??? NINGUÉM DÁ CONTA DE PAGAR TANTA GUIA

Sitevip Internet